Publicidade

Estado de Minas CORREU RISCO

Fogos de artifício deixam pitbull agressivo, e dona chama os bombeiros em Minas

Caso aconteceu em Conselheiro Lafaiete, na Região Central do estado. Militares orientaram a tutora a tomar providências sobre o animal


26/08/2020 21:58 - atualizado 26/08/2020 22:23

Imagem meramente ilustrativa(foto: Nacasma/Wikimedia Commons)
Imagem meramente ilustrativa (foto: Nacasma/Wikimedia Commons)


Já é de conhecimento da população o sofrimento dos cães por causa dos fogos de artifício, devido à audição aguçada desses animais. Em Conselheiro Lafaiete, na Região Central de Minas Gerais, tal fator se tornou risco para a dona de um pitbull na noite dessa terça-feira (25). 

Ela precisou acionar o Corpo de Bombeiros depois que o animal se tornou agressivo por causa do barulho. Ele rosnava e tentava atacar a tutora, que só conseguiu escapar porque trancou uma porta de ferro, separando-a do cão.

Ao chegar ao local, os militares conseguiram retirar o cachorro de dentro da casa da mulher, localizada no Bairro São Judas Tadeu. Eles precisaram usar roupas de proteção contra os ataques do pitbull

 
"Já que ela tem conhecimento que o animal sempre fica agitado durante queima de fogos, precisa mantê-lo sempre preso em um canil, com equipamentos de segurança, como fucinheira", explica o tenente Jaime Tomaz, do Corpo de Bombeiros de Barbacena, na mesma região do estado.
 
"Se ela sabe que o animal vai querer entrar dentro de casa nesses momentos, é melhor manter a porta fechada, para que não precise sair e correr riscos", completou o tenente.

De acordo com o tenente, a mulher também foi orientada a procurar veterinários para explicar o porquê da agressividade do cão durante os fogos. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade