Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Fhemig vai passar a coletar saliva para exame que detecta o novo coronavírus

O secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirmou que os servidores serão treinados para realizar o novo procedimento para o exame RT-PCR, mais barato e menos incômodo


24/08/2020 13:29 - atualizado 24/08/2020 14:51

A coleta feita pelo nariz, com o swab rayon, será feita pela boca com o uso da saliva(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)
A coleta feita pelo nariz, com o swab rayon, será feita pela boca com o uso da saliva (foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, informou, durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (24), que os técnicos de laboratório públicos, vinculados à rede Fhemig, serão treinados nesta semana para novo procedimento de coleta de material para o exame RT-PCR, que detecta  a presença de material genético do novo coronavírus.

 

De acordo com o secretário, foi desenvolvido método que permite o uso de saliva para a realização do teste. Ate o momento, o exame que investiga a presença do vírus é feito com amostra coletada das secreções do nariz.

 

"Geralmente, o RT PCR usa o swab rayon, que é o cotonete colocado no nariz e cavidade oral. Nesse caso, nós passaremos coletar através da saliva. Isso tem diferença", disse. O secretário afirmou que há dificuldade em conseguir o swab rayon,  componente para fazer a coleta. A nova forma de coleta é menos incômoda e também mais barata, segundo o secretário.

 

A nova forma de coleta foi desenvolvida pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Hemominas. 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade