Publicidade

Estado de Minas INCÊNDIO

Mais de 20 mil hectares já foram consumidos no Parque Nacional da Serra da Canastra

Área devastada pelo fogo equivale a 29 campos de futebol; o clima seco na região tem dificultado o trabalho


20/08/2020 12:54 - atualizado 20/08/2020 14:09

O clima seco na região tem dificultado o trabalho (foto: CBMMG/divulgação)
O clima seco na região tem dificultado o trabalho (foto: CBMMG/divulgação)
O Corpo de Bombeiros segue, nesta quinta-feira (20) os trabalhos em combate ao incêndio que atinge o Parque Nacional da Serra da Canastra, na região de São Roque de Minas, no Centro-Oeste de Minas Gerais. O fogo teve início no último sábado (15). Ao todo, 73 pessoas, entre bombeiros, brigadistas tentam combater as chamas. O clima seco na região tem dificultado o trabalho.

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, equipes fazem o combate e monitoramento de uma linha de fogo concentrada na região conhecida por "Zé Carlinhos”. “Foram mobilizadas 16 equipes de combate com bombeiros, militares e brigadistas. Dois sobrevoos foram feitos nesta manhã para identificar novos focos”, explica o capitão Thiago Augusto Pereira.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) informou por meio de nota que o fogo já destruiu 21 mil hectares do parque. “Algumas frentes de incêndio continuam ativas, como na região da Gurita e Serra do Cemitério. Além disso, foram identificadas fumaças que apresentavam risco de reignição no Vão dos Cândidos”, completa.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o cálculo da área consumida pelo fogo foi feito com base em lançamento dos pontos de calor e delimitação do parque, e deve ser confirmado por satélite. 

Trabalho intenso 

Ainda de acordo com o instituto, o trabalho segue intenso. “Para debelar as chamas, as equipes utilizam equipamentos como sopradores, abafadores, bombas costais, foices, rastelos, enxadas entre outras ferramentas. Além disso, estão sendo empregadas 19 viaturas terrestres e três aeronaves, sendo um helicóptero e dois air tractor”, disse.

 

O Parque Nacional da Serra da Canastra tem 71.525 hectares demarcados e está fechado desde março por conta da pandemia de COVID-19. O chefe do parque, Carlos Henrique Bernardes, acredita que o incêndio tenha sido provocado.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade