Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Com cenário 'controlado', Patrocínio ignora decisão do TJ e não adere ao Minas Consciente

Assim como Uberaba,Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG) determinou adesão de Patrocínio ao programa estadual Minas Consciente


20/08/2020 12:10 - atualizado 20/08/2020 13:16

Em Patrocínio já foram confirmados 845 casos da COVID-19 e 20 óbitos(foto: Prefeitura Municipal de Patrocínio)
Em Patrocínio já foram confirmados 845 casos da COVID-19 e 20 óbitos (foto: Prefeitura Municipal de Patrocínio)
Patrocínio, cidade com cerca de 90 mil habitantes, tem um cenário frente a pandemia de COVID-19 considerado ‘controlado’, ao menos é o que garantem as autoridades locais. Segundo eles, a cidade tem capacidade de atender os casos mais graves, já que possui leitos de UTI "suficientes". A situação, entretanto, contraria o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que havia determinado recentemente a adesão do município ao programa Minas Consciente, do governo do Estado.  

 
Em Patrocínio, até o momento, já foram confirmados 845 casos de coronavírus e 20 óbitos, ou seja, seis mortes a mais que Araxá, que tem cerca de 100 mil habitantes. Além de 14 óbitos, em Araxá já foram confirmados 737 casos. Para efeitos de comparação, Frutal, cidade de aproximadamente 60 mil pessoas, já contabilizou 638 casos positivos e teve 23 óbitos confirmados.

No início do enfrentamento a pandemia do coronavírus, a Prefeitura Municipal de Patrocínio criou uma Comissão Técnica Municipal de Monitoramento e transformou o CEAI (Centro Viva Vida) em Hospital de Campanha com dois leitos semi-UTI, três leitos com respiradores e 26 leitos clínicos. 
 
As autoridades locais não confirmam se existe alguma liminar do TJMG contra a decisão do município de não aderir ao Minas Consciente. A reportagem entrou em contato com a prefeitura de Patrocínio na manhã desta quarta-feira (19), solicitando mais detalhes a respeito e também sobre a situação do município em relação as regras sanitárias do decreto municipal referente a COVID-19. Entretanto, até a publicação desta matéria, a assessoria ainda não havia enviado um retorno. Assim que enviarem uma resposta, esta matéria será atualizada.


 
Não adesão ao Minas Consciente e determinação do TJMG
 
Assim como Uberaba, o TJMG determinou adesão de Patrocínio ao Plano Minas Consciente. O prefeito da cidade, Deiró Marra, afirmou recentemente ao site Hora Minas que a cidade não aderiu ao Minas Consciente porque "saiu na frente" no que diz respeito as ações de enfrentamento à COVID-19.
 
“Hoje temos uma estrutura, inclusive com a criação de 31 leitos hospitalares no CEAI (antigo Centro Viva Vida). Embora o município tenha registrado um aumento do número de casos, ainda estamos numa situação de tranquilidade e por essa razão nosso comércio e empresas estão funcionando e adotando as medidas de segurança e higiene”, afirmou. 
 
Sobre a determinação do TJMG, o prefeito de Patrocínio informou também recentemente que recebeu uma nota da Associação Mineira de Municípios (AMM) que o tranquiliza pelo fato de que a decisão do TJMG não invalida os decretos municipais. “Já acionamos nossa Procuradoria para tomar as providências assim que notificados”, contou. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade