Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS EM MINAS

Região Central de Araguari concentra os casos de COVID-19

Dados chamam a atenção por causa da concentração de pessoas em regiões comerciais, flexibilizadas por meio do programa Minas Consciente, do governo estadual


15/08/2020 12:44 - atualizado 15/08/2020 13:32

Prefeitura não faz relação de casos no Centro com o Minas Consciente(foto: Prefeitura de Araguari/Divulgação)
Prefeitura não faz relação de casos no Centro com o Minas Consciente (foto: Prefeitura de Araguari/Divulgação)
O Centro da cidade de Araguari, no Triângulo Mineiro, é a região do Município com a maior concentração de casos de COVID-19, de acordo com o mapa de contágio divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde. Os dados bairro a bairro chamam a atenção por causa da concentração de pessoas em regiões comerciais, cujo funcionamento foi flexibilizado com a adesão ao programa Minas Consciente

O objetivo do levantamento, segundo a Prefeitura de Araguari, é ampliar o acesso às informações sobre os casos de contaminação do novo coronavírus. De acordo com o boletim, há 163 casos da doença registrados no Centro. O bairro com segundo maior número de casos é o Goiás, com 99 registros. Ele é seguido pelo bairro Bosque, com 62 registros de COVID-19, e do Brasília, com 60 confirmações.

O secretário Municipal de Saúde, Fabrizio Alves Martins, disse que não há como relacionar a concentração de casos no Centro à flexibilização do funcionamento do comércio, mas que espera que haja consciência da população em transitar pela região. “Não atribuo à abertura do comércio, pois foi recente. Reflexo disso acredito que será visto quando tivermos por volta de duas ou três semanas da abertura”, explicou.

Na zona rural de Araguari são15 registros de contaminação por coronavírus confirmados. Há 18 bairros com apenas um caso confirmado no município. Outro dado que pode ser destacado é que em 79 confirmações não há como precisar a região da cidade. Essa falta de informação detalhada, ainda de acordo com Martins, pode dificultar estratégias de combate ao coronavírus na cidade, mas acredita que há como minimizar o problema. "Reforçar junto às instituições notificadoras a importância e necessidade de preenchimento de forma completa e atualizada dos dados das fichas de SG (Sídrome Grial) e SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), por exemplo. Com isto, durante o monitoramento através de contato telefônico, torna possível atualizar os endereços para mapeamento", disse.

Em informe divulgado pela Prefeitura, o prefeito Marcos Coelho (PSB) reforçou o pedido. “Nós estamos o tempo todo controlando a situação de nossa cidade com ações e muitas informações para a comunidade. Peço novamente ajuda a população para que faça sua parte, mantendo a higienização das mãos, usando máscara e se possível sempre manter o distanciamento social recomendado pelos órgãos de saúde”, afirmou.

Hoje, Araguari tem 1.861 casos de COVI-19 confirmados, sendo 52 mortes em decorrências da doença. A taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade é de 90%, segundo boletim dessa sexta-feira (14). O primeiro caso positivo no município foi descoberto no dia 20 de março. O primeiro óbito ocorreu dia 25 de abril. Era uma mulher de 66 anos que estava internada na Santa Casa de Misericórdia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade