Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA NA CAPITAL

Metade dos bairros de BH já registram mortes por COVID-19; veja lista

No total, 247 localidades diferentes registram óbitos pela doença. O Lindéia, no Barreiro, lidera o ranking com 16 vidas perdidas


12/08/2020 19:58 - atualizado 12/08/2020 20:42

 

 

Ao menos metade dos bairros de Belo Horizonte já registram mortes por COVID-19. Em nova atualização do balanço por esse tipo de localidade, publicada no boletim epidemiológico e assistencial desta quarta-feira (12), a prefeitura informou que 247 bairros da capital mineira já computam vidas perdidas pela infecção causada pelo novo coronavírus.

  

No balanço de bairros divulgado, o Lindéia, no Barreiro, continua na liderança quanto ao número de mortes: 16. Na sequência, aparece a Cabana do Pai Tomás, na Região Oeste, com 14.

 

Ainda fazem da parte de cima da lista Mantiqueira (Venda Nova) e Serra (Centro-Sul), ambos com 11; e Alto Vera Cruz, no Leste de BH, com 10 óbitos.

 

Prefeitura registrou primeira morte no Bairro Taquaril (foto), no Leste da cidade, nesta semana(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Prefeitura registrou primeira morte no Bairro Taquaril (foto), no Leste da cidade, nesta semana (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
 

 

Entre os 247 bairros com mortes computadas, 16 registraram seus primeiros óbitos na atualização de ontem. Entre eles, estão três vilas: Madre Gertrudes II (Oeste), Califórnia (Noroeste) e São João Batista (Venda Nova).

 

Outros que computaram a primeira vida perdida são os bairros Serra Verde, em Venda Nova, onde está a Cidade Administrativa; e Taquaril, no Leste de BH, um dos maiores aglomerados da cidade.

 

Quanto aos casos, o bairro com mais infecções em BH continua sendo o Buritis, Região Oeste da cidade, com 111 diagnósticos. Depois, aparecem Alto Vera Cruz (Leste) e Lourdes (Centro-Sul), respectivamente com 98 e 93 casos da COVID-19.

 

No contexto geral, 85% dos bairros da capital já registram quadros clínicos da doença. Desses, quatro entraram para a lista ontem: Marmiteiros (Noroeste), Serra do Curral (Barreiro) e as vilas Nova Cachoeirinha II (Nordeste) e Santa Rosa (Pampulha).

O Bairro Serra, na Região Centro-Sul de BH, tem 11 mortos pela COVID-19(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
O Bairro Serra, na Região Centro-Sul de BH, tem 11 mortos pela COVID-19 (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
 

Quadro geral

Belo Horizonte registrou 17 mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas. Segundo o boletim epidemiológico publicado pela prefeitura, o número saltou de 724 para 741. O dado representa um pequeno alívio depois que, no levantamento anterior, a capital mineira igualou o recorde de mortes com 53 óbitos.

 

Já os casos da doença saltaram de 26.440 para 26.886, com 22.940 recuperados e 3.205 pessoas ainda com sintomas.

 

Entre os mortos, estão 409 homens e 332 mulheres. Desses, 97,8% dos óbitos apresentavam pelo menos um fator de risco e/ou comorbidade. São eles: 607 são idosos, 383 cardiopatas, 279 diabéticos, 157 pneumáticos e 112 obesos.

 

Entre os profissionais de saúde, são 1.007 casos positivos. O número de investigados pulou de 186 para 220. A maioria dos diagnósticos são técnicos de enfermagem. 6.286 profissionais da rede pública e privada fizeram o teste.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade