Publicidade

Estado de Minas SINTOMAS DE COVID-19

Justiça obriga governo de Minas a internar paciente em UTI

Decisão partiu após ação movida pelo Ministério Público estadual. Gestão Romeu Zema (Novo) tem 24 horas para conseguir leito


07/08/2020 17:44 - atualizado 07/08/2020 18:09

Imagem meramente ilustrativa(foto: Divulgação/Tribunal Justiça de Minas Gerais)
Imagem meramente ilustrativa (foto: Divulgação/Tribunal Justiça de Minas Gerais)

 

O governo de Minas Gerais tem 24 horas para internar um paciente de 72 anos em um leito de terapia intensiva. Em estado grave, o morador de Ribeirão das Neves, na Grande BH, está em estado grave com sintomas de COVID-19.

 

De acordo com a Justiça, o pedido partiu do Ministério Público de Minas Gerais. Em caso de descumprimento, o estado está sujeito a multa diária de R$ 1 mil.

 

Ainda segundo a Justiça, o paciente deu entrada na Unidade de Pronto-Atendimento de Neves no último dia 26. Naquela data, a equipe médica já manifestava a necessidade de intubação do idoso, "já que existia grande risco de morte".

 

O grande problema é que Ribeirão das Neves não tem leitos de UTI, conforme a Justiça.

 

Ao aceitar o pedido de urgência, a juíza Genole de Moura escreveu que é “dever do Estado, na sua acepção genérica, o fornecimento dos medicamentos e o que mais for indispensável ao restabelecimento da saúde dos cidadãos hipossuficientes”.

 

A reportagem procurou o governo do estado, que informou, por meio da Secretaria de Estado de Saúd, que providenciou o leito ao paciente no Hospital da Baleia, em Belo Horizonte, nessa quinta-feira (6). 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade