Publicidade

Estado de Minas NOVA SERRANA

Proprietário de fábrica de calçados é indiciado por incêndio que matou três pessoas

Polícia investiga, também, se o local seria usado para falsificar calçados de marca


30/07/2020 18:27 - atualizado 30/07/2020 19:15

Os bombeiros não constataram explosão no local(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Os bombeiros não constataram explosão no local (foto: Polícia Civil/Divulgação)

O proprietário de uma fábrica de calçados de Nova Serrana, que foi destruída pelo fogo em 16 de junho, está sedo indiciado como responsável pelo incêndio, que resultou na morte de três pessoas, sendo dois funcionários. A polícia investiga, ainda, a suspeita de que o local era usado para falsificar calçados de marca.

A princípio, o Corpo de Bombeiros recebeu um chamado como explosão seguida de incêndio, mas, chegando ao local, a guarnição verificou que havia fogo, mas que nada havia explodido.

Segundo as investigações, o estabelecimento atuava de forma irregular, sem os alvarás de funcionamento exigidos pela prefeitura e pelo Corpo de Bombeiros. O laudo pericial constatou, ainda, que o local não era adequado para o desempenho das atividades.

O trabalho da perícia revelou que o incêndio foi causado “por aproximação de elemento em combustão deixado em material combustível presente na região do foco inicial”. Os dois funcionários morreram carbonizados e a terceira vítima veio a óbito, no hospital, em função das graves queimaduras.

“O proprietário da fábrica foi indiciado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar", segundo a delegada Karine Tassara Fernandes, que presidiu o inquérito.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade