Publicidade

Estado de Minas Crime

Homem é preso em flagrante por capturar e maltratar animais silvestres

Na casa do suspeito, no Bairro Santa Tereza, foram apreendidas cobras, jabutis, iguanas e tartarugas


24/07/2020 18:25 - atualizado 24/07/2020 18:44

Ao ser abordado pela polícia, o homem carregava iguanas em uma caixa(foto: Polícia Civil de MG/Divulgação )
Ao ser abordado pela polícia, o homem carregava iguanas em uma caixa (foto: Polícia Civil de MG/Divulgação )
Policiais da Delegacia Especializada em Investigações de Crimes Contra a Fauna (DEICCF) prenderam, em flagrante, nesta sexta-feira (24), um homem de 45 anos, que mantinha, ilegalmente, répteis exóticos e silvestres em sua residência, no Bairro Santa Tereza.

A polícia havia recebido denúncias de vizinhos e, depois de um levantamento, os policiais abordaram o suspeito na rua. No momento da chegada dos oficiais, ele carregava uma caixa que dizia ser uma encomenda que deveria entregar.

Dois jabutis e três tartarugas foram apreendidos(foto: Polícia Civil de MG/Divulgação )
Dois jabutis e três tartarugas foram apreendidos (foto: Polícia Civil de MG/Divulgação )
Mas, ao revistar a suposta entrega, os policiais encontraram três iguanas e dois jabutis. Imediatamente, os detetives foram até a casa do suspeito e lá, foram encontradas mais três tartarugas Tigre D´água e duas cobras Corn Snake.

Nas buscas feitas na casa, foram encontradas ainda cinco munições de arma de fogo, de calibres variados.

O homem também guardava cobras em casa(foto: Polícia Civil de MG/Divulgação)
O homem também guardava cobras em casa (foto: Polícia Civil de MG/Divulgação)
O homem foi levado para o Departamento Estadual de Investigações de Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema).. Já os animais foram encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Segundo os delegados Carolina Bechelany e Luiz Otávio Paulon, que comandaram a operação de captura, além de responder pela posse irregular de animais e de munições, o suspeito deverá ser indiciado pelo crime de maus-tratos, tendo em vista que alguns exemplares de animais apreendidos estavam em condições inadequadas.

Apreensões desse tipo têm sido frequentes nos últimos tempos, tanto em Belo Horizonte como em cidades do interior de Minas Gerais. E devem aumentar, segundo os responsáveis pelas investigações.

“Temos focado nesse combate e, com certeza, novas operações serão desencadeadas com esse objetivo”, destacou a delegada Bechelany.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade