Publicidade

Estado de Minas JUSTIÇA

Coronavírus: Justiça obriga estado a oferecer leito de UTI para paciente

Membro do grupo de risco, paciente foi informada de que não tinha vaga na rede pública. Justiça determinou um prazo de 48 horas para situação ser resolvida


postado em 13/07/2020 18:17 / atualizado em 13/07/2020 18:52

Justiça dá um prazo de 48 horas para o Estado disponibilizar leito de UTI para mulher do grupo de risco com sintomas graves de coronavírus(foto: Divulgação/TJMG)
Justiça dá um prazo de 48 horas para o Estado disponibilizar leito de UTI para mulher do grupo de risco com sintomas graves de coronavírus (foto: Divulgação/TJMG)
A Justiça obrigou o estado a disponibilizar um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na rede pública para uma mulher de 60 anos com quadro clínico grave pelo novo coronavírus. Além da idade, ela tem hipertensão arterial e cirrose hepática, de origem familiar, e precisava de urgência no tratamento.

A dona de casa conta que foi passar um tempo com a mãe, que mora em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que, por ser idosa, precisa de cuidados especiais. Diante dessa necessidade de ajudar a mãe e fazer compras para ela, a mulher acabou infectada pelo novo coronavírus. 

A princípio, ela apresentou um quadro sintomático moderado, mas em 4 de julho começou a ter febre e vomitar. Os sintomas se agravaram e, no dia seguinte, veio a tosse seca. A mulher fez o exame para COVID-19 e o resultado deu positivo.

Devido ao baixo índice de oxigenação no sangue, houve piora no quadro, sendo necessária internação em uma UTI. No entanto, a paciente foi informada de que não havia leitos disponíveis na rede pública.

Por se enquadrar no grupo de risco, a família da mulher solicitou à Justiça que fosse disponibilizado leito, mesmo que fosse necessário utilizar a rede particular, com o custo arcado pelo estado. 

O juiz Paulo de Tarso Tambirini Souza considerou que há indícios de que a condição de saúde da paciente é grave e está evoluindo para uma síndrome respiratória aguda. Por isso, ele deu ao estado de Minas Gerais 48 horas para transferir a vítima para um hospital de grande porte. 


*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade