Publicidade

Estado de Minas BICICLETAS

Ciclofaixas temporárias são alternativa de mobilidade em BH durante pandemia

Trecho de cerca de 30 km de extensão, entre trechos de ciclovias já existentes e as ciclofaixas temporárias, ligam a região do Barreiro à Avenida dos Andradas, no Bairro São Geraldo


postado em 13/07/2020 08:55 / atualizado em 13/07/2020 13:34

(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
A pandemia do novo coronavírus têm impulsionado mudanças em diversos setores da sociedade e, com a mobilidade urbana não seria diferente, já que criar alternativas que possibilitam o transporte com um maior distanciamento social pode ajudar a conter o avanço da COVID-19.

Para oferecer uma opção segura, neste momento de pandemia,  a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTrans, está implantando uma ciclofaixa que liga as regiões Leste e Oeste da cidade, oferecendo uma opção segura, para quem trabalha em serviços essenciais e precisa se deslocar de bicicleta.

Placas e faixas de pano estão sendo implantadas, orientando o trânsito sobre a existência das ciclofaixas. São cerca de 30 km de extensão, entre trechos de ciclovias já existentes e as ciclofaixas temporárias ligando a região do Barreiro à Avenida dos Andradas, no Bairro São Geraldo.

Em uma segunda fase, a Prefeitura estuda a integração de mais 4,7 km de ciclofaixa no trecho da Avenida Tereza Cristina, localizado no município de Contagem.

As ciclofaixas temporárias têm sinalização com pinturas, cones e balizadores delimitando a área destinada ao tráfego das bicicletas. A PBH orienta que motoristas e motociclistas respeitem o espaço das ciclofaixas, que é destinado aos ciclistas, para que o espaço urbano seja compartilhado de forma segura.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade