Publicidade

Estado de Minas POLÍCIA

Preso em Juiz de Fora traficante que alimentava mercado de Muriaé

Em seu poder foram apreendidos 140 quilos de drogas, entre maconha e haxixe, avaliados em R$ 100 mil


01/07/2020 17:55 - atualizado 01/07/2020 18:20

As investigações que levaram à prisão do traficante começaram há três meses(foto: Polícia Civil/Divulgação)
As investigações que levaram à prisão do traficante começaram há três meses (foto: Polícia Civil/Divulgação)

Um total de 140 quilos de drogas, entre tabletes de maconha e porções embaladas a vácuo de haxixe. Esse foi o saldo do primeiro dia da Operação Barrilete Cósmico, desencadeada ontem, em Juiz de Fora. A droga foi apreendida em poder de um traficante de 39 anos, residente em Muriaé. A operação tem como finalidade desarticular uma quadrilha criminosa que seria responsável por abastecer a cidade de Muriaé com drogas.

A investigação é coordenada pelo delegado chefe da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e da Agência de Inteligência da 4ª Delegacia Regional de Muriaé (AIP), Tayrony Espíndola. “As investigações tiveram início há três meses. Foi apurado que o suspeito alimentava um vasto e variado mercado de drogas em Muriaé, bem como grupos criminosos, inclusive, rivais.”

Para prender o suspeito de chefiar o tráfico, uma ação foi montada para a manhã desta quara-feira (1º), com a distribuição de policiais em pontos estratégicos da BR-040, em Juiz de Fora. Ao ser interceptado, o homem se entregou, sem resistência.

Segundo o delegado, esse homem se apresentava como freelancer. “Os levantamentos mostraram que o suspeito buscava as drogas em outros estados e distribuía o material em Muriaé, atuando como verdadeiro mercenário e freelancer.” O valor da droga é estimado pela Polícia Civil em R$ 100 mil.

O suspeito foi encaminhado à Delegacia de Plantão da 1ª Delegacia Regional de Juiz de Fora, onde foi autuado por tráfico de drogas. Participaram das investigações o Delegado-Geral Gustavo Adélio Lara Ferreira e o Delegado Regional de Muriaé, Alessandro Amaro da Matta. O nome da operação faz alusão a um dos apelidos dados pela imprensa internacional ao jogador de futebol Diego Armando Maradona, Barrilete Cósmico.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade