Publicidade

Estado de Minas HOMICÍDIOS E DROGAS

Operação prende 22 e reúne mais de 100 policiais no Sul de Minas

Objetivo foi enfraquecer associação criminosa que atuava em duas cidades da região. Veículos também foram apreendidos


postado em 10/06/2020 18:12 / atualizado em 10/06/2020 18:15

 

MP coordenou operação no Sul de Minas, por meio de agentes do Gaeco(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 11/9/19)
MP coordenou operação no Sul de Minas, por meio de agentes do Gaeco (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 11/9/19)

 

Policiais militares e civis e agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), vinculado ao Ministério Público, cumpriram 22 mandados de prisão preventiva nesta quarta-feira (10), na Região Sul de Minas Gerais. O objetivo foi enfraquecer uma associação criminosa que atuava nas cidades Campo Belo e Santo Antônio do Amparo.

 

Segundo o Ministério Público, os detidos tinham envolvimento em tráfico de drogas, explosão de caixas eletrônicos e homicídios. Além dos mandados de busca e apreensão, foram cumpridos 26 mandados de busca e apreensão.

 

Um menor também foi apreendido na operação, bem como 12 carros. Participaram dos trabalhos 99 policiais militares, 49 policiais civis e dois promotores de Justiça. Os agentes são das cidades de Três Corações, Varginha, Lavras e Campo Belo, todas no Sul do estado.

 

Eles foram divididos em 55 viaturas e duas aeronaves. Cães das duas polícias também contribuíram nos trabalhos.

 

A operação contou, ainda, com o apoio de agentes do Departamento Penitenciário de Minas Gerais, que transportaram os detidos para o sistema prisional.

 

As investigações duraram aproximadamente sete meses. Como resultado, o MP ofereceu uma denúncia sobre os crimes para a Justiça.


 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade