Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Minas repassará R$ 1,2 milhão a municípios com comunidades indígenas

Na semana passada, Estado de Minas mostrou angústia de índios Pataxó de São Joaquim de Bicas diante da pandemia


postado em 07/04/2020 18:16 / atualizado em 07/04/2020 18:58

Na semana passada, EM mostrou líderes dos hã-hã-hães, Tanara e Sucupira. Eles afirmaram não ter recebido qualquer esclarecimento (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Na semana passada, EM mostrou líderes dos hã-hã-hães, Tanara e Sucupira. Eles afirmaram não ter recebido qualquer esclarecimento (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Sob o desafio de frear a expansão do novo corovírus, o Governo de Minas anunciou o repasse de R$ 1,2 milhão para municípios que tenham população indígena. A informação foi repassada em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (7). 

De acordo com o secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, o objetivo é que o valor seja revertido para os cuidados da população indígena diante da pandemia. Mas não houve detalhamento sobre como seria o repasse.

O Estado de Minas mostrou na semana passada que índios Pataxó de São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, alegam desamparo e por isso fecharam o acesso à tribo. 

Eles disseram sofrer com a falta de informações sobre a pandemia de COVID-19 e se isolaram para evitar a disseminação da doença.

Além desse repasse, o secretário anunciou R$ 61 milhões para as Unidades de Pronto Atendimento. "Esse valor tem objetivo de se preparar, uma vez que é esperada uma demanda aumentada em momento de crise", indicou.

Carlos Eduardo informou ainda que R$ 30 milhões serão destinados aos municípios como incentivo financeiro para atenção primária.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade