Publicidade

Estado de Minas GERAIS

Coronavírus: 'Respeitem a dor de tantas pessoas', diz nora de mulher que morreu na Grande BH

Morte da idosa, de 82 anos, foi a primeira por coronavírus a ser confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais


postado em 30/03/2020 13:57 / atualizado em 30/03/2020 14:41

Morte de Marlene foi confirmada pelo médico do Biocor(foto: Reprodução/ Redes sociais)
Morte de Marlene foi confirmada pelo médico do Biocor (foto: Reprodução/ Redes sociais)
“Respeitem a dor de tantas pessoas. Gostaria imensamente que os governantes fossem mais respeitosos com cada vida ceifada e sufocada pelo coronavírus.” O desabafo foi feito, em uma rede social, pela nora da mulher que morreu infectada pela COVID-19, no domingo. A idosa, de 82 anos, estava internada  na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no Hospital Biocor, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 


A morte da mulher foi confirmada no informe epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), na manhã desta segunda-feira (30). É primeira morte causada por coronavírus confirmada em Minas Gerais

De acordo com informações divulgadas pela SES-MG, a paciente tinha doença cardiovascular crônica, diabetes e pneumopatia crônica.

Confira a mensagem da nora da idosa: 

"Para os que estão defendendo acabar o isolamento.
Para os que estão defendendo o comércio de volta. Porque a economia vai ‘quebrar’...
Para os que estão defendendo as falas contra a ciência.
Para os que estão defendendo que alguns milhares de mortes por coronavírus não significam nada frente a quebradeira da economia.
Só tenho uma coisa a dizer: espero, fortemente, que não passem pelo que minha família está passando!
Quanta dor você ver um ente amado sozinho em um leito de uti, isolada, se sentindo abandonada, porque um vírus maldito ceifou seus pulmões lhe tirando o oxigênio e sua imensa alegria.
Espero que não tenham nunca que ficar em casa inerte, enquanto o corpo de seu familiar está sendo cremado sem que nenhum parente possa se despedir e homenagear.
Quanta tristeza, meu Deus!!!!
Reflitam, repensem, se coloquem no lugar de tantas famílias que estão passando o que a nossa família está passando.
Respeitem a dor de tantas pessoas. Gostaria imensamente que os governantes fossem mais respeitosos com cada vida ceifada e sufocada pelo coronavírus.
Sr. Ministro Mandetta se mantenha técnico e firme, não se deixe abater por ignorância. Mais amor e mais empatia."
 
*Estagiário sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade