Publicidade

Estado de Minas

Primeira paciente de Minas com coronavírus é liberada do isolamento

A mulher, de 47 anos, é moradora de Divinópolis e esteve na Itália


postado em 27/03/2020 16:42 / atualizado em 27/03/2020 17:59

(foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)
A primeira paciente a contrair a COVID-19, em Minas Gerais, foi liberada do isolamento. Moradora de Divinópolis, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) informou ao Estado de Minas, nesta sexta-feira (26), que a administradora de empresas Adriana Carrara está recuperada e no dia 19 de março foi autorizada a deixar a quarentena ao completar os 14 dias.

 

A secretaria informou que o comunicado foi repassado ao marido dela. “Diante das últimas evidências compartilhadas pela OMS (Organização Municipal de Saúde) e países afetados, o Ministério da Saúde define que são curados casos em isolamento domiciliar; casos confirmados que passaram por 14 dias em isolamento a contar da data de início dos sintomas e que estão assintomáticos”, explicou a coordenadora de Vigilância em Saúde, Janice Soares.

 

A mulher, de 47 anos, esteve na Itália, retornando à capital mineira em 2 de março. No dia 6, ela colheu o material para o exame em um laboratório de Belo Horizonte. O resultado positivo para o novo coronavírus saiu dois dias depois. 

 

A paciente apresentou sintomas leves como coriza, mialgia e sensação de mal-estar. Desde então, estava em isolamento em Divinópolis. O marido e os filhos também. Já liberada do isolamento, ela afirmou que já não sente mais os sintomas de gripe.

 

Em entrevista ao EM, Adriana relatou o dia a dia durante o tratamento. “Meu mundo atual se restringe ao meu quarto e banheiro. Preciso preservar todos e contribuir para que o vírus não se espalhe”, contou. Durante toda a quarentena, ela evitou contato físico com os familiares.

 

Sobem os casos confirmados

 

Divinópolis registrou seis casos da doença. O boletim epidemiológico foi divulgado na tarde desta sexta-feira (27). Um dos casos é o da paciente mencionada acima.

 

Outros três têm entre 30 e 39 anos, são duas mulheres e um homem que foram atendidos no Complexo de Saúde São João de Deus, em 21 de março. Os três apresentaram sintomas leves e após colhidos os materiais para exames, de acordo com o protocolo da Organização Mundial de Saúde, foram encaminhados para a casa onde permanecem em isolamento domiciliar. Nenhum deles realizou viagens para fora do município.

 

A quinta paciente é uma profissional do hospital, de 44 anos. Segundo a instituição, ela teve contato com outra pessoa assintomática em 13 de março. Três dias depois apresentou sintomas. Só no dia 21 ela procurou um laboratório particular para realização do exame. O resultado ficou pronto ontem (26).

 

O hospital informou que a profissional ficou em isolamento domiciliar e estará liberada para voltar aos trabalhos no próximo dia 31.

 

Não foi divulgado detalhes sobre a sexta confirmação na cidade. Já são 376 notificações, 44 casos descartados e 326 continuam em investigação. A principal faixa etária dos casos notificados em Divinópolis é de 20 a 39 anos. Idosos com mais de 60 anos representam 21 das notificações.

 
*Amanda Quintiliano, especial para o EM  

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade