Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS EM MINAS

Famílias de alunos matriculados na rede municipal de BH vão receber cestas básicas

Segundo a prefeitura, benefício contará com 12 itens alimentícios e deverá ser buscado em supermercados cadastrados pelos responsáveis legais


postado em 23/03/2020 20:56 / atualizado em 25/03/2020 21:19

Crianças e adolescentes matriculados em escolas públicas de BH contavam com a merenda escolar para se alimentar diariamente. Com escolas fechadas, serviço foi suspenso(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Crianças e adolescentes matriculados em escolas públicas de BH contavam com a merenda escolar para se alimentar diariamente. Com escolas fechadas, serviço foi suspenso (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)

 

Famílias que têm estudantes matriculados na rede municipal de ensino de Belo Horizonte terão direito a ganhar uma cesta básica da prefeitura. Segundo o Executivo municipal, o benefício contará com 12 itens alimentícios.

 

De acordo com a prefeitura, apenas os responsáveis legais pelas crianças e jovens poderão retirar a cesta básica em um dos supermercados cadastrados. A informação foi antecipada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo Estado de Minas.

 

"Estamos cadastrando o pessoal carente no Epa e no BH, que são as duas grandes redes de periferia. A pessoa só vai entrar lá e dar o CPF. (Depois,) vai estar liberada a comida pra ela. São praticamente R$ 9 milhões por mês só com cestas básicas", disse o prefeito em entrevista à Itatiaia.

 

Ainda não há, contudo, uma lista dos estabelecimentos que vão oferecer o serviço. A Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel) e a Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania (Smasac) trabalham neste sistema de consulta.

 

De acordo com a prefeitura, 140 mil famílias serão beneficiadas.

 

A doação acontece depois que a prefeitura decidiu suspender as aulas das escolas e creches credenciadas por conta da pandemia do novo coronavírus.

 

Com isso, diversos alunos que se alimentavam nas escolas deixaram de contar com esse serviço, o que significa mais custos para os pais.

 

Diante da possibilidade de aglomeração de pessoas na retirada das cestas básicas, a prefeitura garante que a rede de supermercados que vai oferecer o serviço será “descentralizada, em diferentes pontos da cidade”.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade