Publicidade

Estado de Minas

Representantes de blocos se reúnem com governo estadual para tentar liberar trios

Encontro na Cidade Administrativa tem a presença de secretário-adjunto de Governo e integrantes das forças de segurança pública


postado em 20/02/2020 15:44 / atualizado em 20/02/2020 16:03

Pela manhã, representantes dos blocos tiveram na sede do Detran (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA PRESS)
Pela manhã, representantes dos blocos tiveram na sede do Detran (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA PRESS)

Representantes dos blocos de carnaval de Belo Horizonte recorrerão ao governador de Minas, Romeu Zema (NOVO), para receber a liberação dos desfiles com trios elétricos.  Dos 30 caminhões disponíveis na capital mineira para esse tipo de evento, 15 foram barrados pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran/MG), devido a problemas de segurança encontrados nos veículos.

O Estado de Minas apurou que representantes do blocos de BH se encontram na Cidade Administrativa para uma reunião com integrantes do governo estadual, na tarde desta quinta-feira. O secretário-adjunto de Governo, José Geraldo de Oliveira Prado, e representantes das forças de segurança estão entre os participantes.

A decisão do Detran pode afetar, no mínimo, 17 grandes blocos que desfilam durante os seis dias de folia ou até no pós-carnaval, como é o caso do Bloco Magnólia, marcado para sair da Avenida Américo Vespúcio, no Caiçaras, às 11h do sábado (29).

Após o Detran barrar o uso dos trios-elétricos, a advogada dos blocos de rua de Belo Horizonte, Laura Diniz Mesquita, entrou com pedido de liminar para garantir o cortejo. No entanto, na manhã desta quinta-feira, a própria advogada informou que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais indeferiu o pedido, ao entender que é preciso uma alteração na documentação do veículo.

Apesar do imbróglio, alguns representantes de blocos já se adiantaram e confirmaram o desfile ou o cancelamento. De acordo com uma das representantes do bloco Seu Vizinho, que se identifica como Marina, o grupo não vai deixar de desfilar na Avenida Mem de Sá, no Bairro Fazendinha. “Nem que a gente saia só com o gogó,  a gente vai sair”, afirmou. O bloco Magnólia também cravou a saída.

Já os representantes do megabloco Juventude Bronzeada emitiram uma nota no Facebook cancelando o desfile.

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)


*Estagiário sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz 


Publicidade