Publicidade

Estado de Minas

Disputa por instrumento de arte marcial termina em morte na Praça Sete; veja vídeo

Casal de artesãos foi preso após esfaquear um homem no local conhecido como 'Quarteirão dos hippies', crime foi registrado por câmeras de segurança


postado em 19/02/2020 08:00 / atualizado em 19/02/2020 12:23


Um homem de 41 anos morreu após ser esfaqueado na noite desta terça-feira (19) na Praça Sete, Centro de Belo Horizonte - local conhecido como "Quarteirão dos hippies". A briga foi flagrada pelas câmeras de segurança do Olho Vivo e do Edifício Júlia Nunes Guerra.

Segundo a Polícia Militar, os autores são dois artesãos - um homem e uma mulher -, que foram presos em flagrante por homicídio no mesmo dia da ocorrência. O crime teria sido motivado pela disputa de um tchaco, instrumento de artes marciais.

O vídeo mostra o momento em que Jeferson Campos da Silva, de 41 anos, conhecido como Godzila, parte para cima do suspeito Douglas Yuri Tavares dos Santos, chamado de Namam, de 27 anos.

Poucos segundos depois, a mulher de Douglas, Graziele Ruella Batista, de 39 anos, entra na briga. Ela dá uma paulada em Jefferson, que fica tonto e disperso. Douglas se aproveita disso para pegar uma faca da mochila e, em seguida, aplica uma facada no pescoço do rival.

Jorrando sangue, a vítima buscou ajuda no ponto móvel da Polícia Militar, que solicitou uma ambulância do Serviço de Atedimento Móvel de Urgência (Samu). Jefferson, no entanto, morreu no Hospital João XXII, após passar por uma cirurgia. 

O casal de artesãos foi preso em Contagem. Ambos confessaram o assassinato, que é investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais.

 

(foto: Reprodução/Redes Sociais)
(foto: Reprodução/Redes Sociais)

 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade