Publicidade

Estado de Minas

Chega a 59 o número de mortes após as chuvas em Minas

Mulher que estava desaparecida em Santana do Riacho, na Região Central do estado, foi encontrada neste sábado


postado em 08/02/2020 18:49

(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)

O número de mortes em decorrência da chuva em Minas continua aumentando. Foi encontrado neste sábado o corpo de uma mulher que desapareceu no último dia 5 em Santana do Riacho, na Região Central do estado. A vítima foi levada por uma enchente na região.

O homem foi resgatado pelo helicóptero Arcanjo e desde então os bombeiros estavam em busca da mulher, que foi encontrada no interior da represa da Usina Hidrelétrica Serra.

Desde o dia 24 de janeiro até este sábado, 59 mortes foram confirmadas pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec). Belo Horizonte é a cidade com maior número de mortes, 13.

De acordo com o órgão, mais de 53 mil pessoas foram afetadas com o período chuvoso no estado.
  • Desalojados: 45059
  • Desabrigados: 8097
  • Feridos: 68
  • Óbitos confirmados: 59
  • Total: 53283

Previsão do tempo

Neste sábado, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou a mínima de 18°C e máxima chegou a 29°C. O meteorologista Cléber Souza informou que o aquecimento da temperatura que resultou em nuvens carregadas no final do dia, também é previsto para domingo. "Devem ser pancadas. Chuva que vem e passa. Não vai ficar o tempo todo chovendo."

Há possiblidades de chuva no Noroeste, Norte, Central e Triângulo Mineiro. A temperatura máxima do estado deve ser 35ºC no Vale do Jequitinhonha. A mínima de 14ºC em Monte Verde. A partir de segunda, chega uma frente fria na região Sudeste, trazendo chuvas significativas no estado entre segunda e quinta-feira.

Em oito dias, a média meteorológica do mês, 182,1 mm, já foi superada. "Já estamos 192,3 mm. Choveu 7% acima do esperado", diz Cléber.


Publicidade