Publicidade

Estado de Minas

Chuvas: criança de dois anos morre após ser atingida por telhado no Norte de Minas

Menina chegou a ser retirada dos escombros, mas morreu. Outra criança estava na residência, mas não foi ferida


postado em 27/01/2020 13:27 / atualizado em 27/01/2020 15:04

Em Belo Horizonte, moradias também foram atingidas por desmoronamentos(foto: 26/01/2020 - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Em Belo Horizonte, moradias também foram atingidas por desmoronamentos (foto: 26/01/2020 - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)

Uma criança de dois anos e seis meses, do sexo feminino, morreu na zona rural de Olhos D´Agua, no Norte de Minas, depois de ter sido atingida pelos escombros após desabamento da construção onde estava, devido às chuvas. O fato aconteceu na localidade de Pindaíba, a 35 quilômetros da área urbana de Olhos D´Água. A comunidade está ilhada por causa das chuvas.

A morte da menina foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros e pelo secretário municipal de Desenvolvimento Social de Olhos D Água, Rogério Pessoa, que disse que ainda não comunicou o fato à Defesa Civil Estadual. Mas, com o óbito da criança em Olhos D Água, aumentam para 46 as mortes provocadas pelas chuvas em Minas entre sexta-feira e a manhã desta segunda, já que, de acordo balanço divulgado pela Defesa Civil do Estado, até a tarde de domingo, foram registradas 45 mortes em decorrência dos temporais no território mineiro desde sexta-feira. Dezenove pessoas seguem desaparecidas.

A criança de Pindaíbas foi atingida pelos escombros após o desabamento do cômodo de uma cozinha, que fica separada do resto da casa. Com as chuvas, o telhado da cozinha veio abaixo, atingindo a menina. Conforme testemunhas, a criança chegou a ser retirada dos escombros, mas não resistiu e morreu. Uma outra criança estava na residência, mas não foi ferida.

Tinham quatro crianças na moradia, em companhia da mãe, que deu café para os filhos. De acordo com testemunhas, assim que acabou o café, mãe e filhos deixaram o cômodo da cozinha, que fica no quintal da casa. Nesse momento, a construção cedeu e os escombros atingiram a menina de dois anos e seis meses. As outras crianças já tinham deixado o local junto com a mãe e, por isso, escaparam ilesas.

O pai e a a mãe da criança ficaram em estado de choque e estão sendo atendidos na unidade de atenção básica de saúde da área urbana de Olhos D Água, município de 6,09 mil habitantes, distante 420 quilômetros de Belo Horizonte. De acordo com o secretário Rogério Pessoa, as chuvas provocaram muitos estragos na zona rural do município. Muitas estradas e pontes foram danificadas, deixando comunidades isoladas, como o caso de Pindaíba, onde ocorreu a morte da criança.

A Polícia Militar, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu) e do Corpo de Bombeiros foram acionadas, mas não conseguiram chegar a tempo porque a localidade ficou ilhada. Com a cheia do Ribeirão da Areia (afluente do Rio Jequitinhonha), a água passou por cima de uma ponte na estrada de acesso a comunidade, impedindo a passagem de veículos.

Um helicóptero do Corpo de Bombeiros também foi acionado. Mas, devido ao mau tempo, a aeronave não teve como descer em Pindaíba, informou 7º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Montes Claros.



Publicidade