Publicidade

Estado de Minas

Inundações desabrigam povoados da região da Serra do Cipó

As fortes chuvas em Minas Gerais deixaram centenas de moradores de povoados e vila da Serra do Cipó ilhados nas últimas horas. Muitos foram retirados em barcos e caiaques


postado em 25/01/2020 12:10 / atualizado em 25/01/2020 12:29

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
Moradores do povoado Fazenda do Cipó Velho, o mais antigo da região da Serra do Cipó, em Jaboticatubas, tiveram que deixar suas casas desde a madrugada deste sábado (25) com a água atingindo quase dois metros de altura. 
 

Após dois dias de forte chuva, o volume do rio Cipó subiu significativamente e inundou fazendas, sítios e bairros vizinhos. Alguns moradores foram retirados de suas casas com ajuda de canoas e caiaques.


Em Lapa do Urubu, outro local às margens do rio, os moradores estão desde a noite de sexta-feira (24) em alerta com o alto volume e a força das águas na região.  

“A chuva foi praticamente ininterrupta por três dias. Há 22 anos que não temos uma chuva tão forte como essa, isso aconteceu só em 1998. A vila do Cipó Velho está completamente debaixo de água e muita gente sendo retirada das casas de barco”, conta Milton Alves Ferreira Júnior, dono de uma pousada na região.

A entrada de uma das cachoeiras mais visitadas da região, a Cachoeira Grande caiu na manhã deste sábado e machucou duas pessoas. Com muitas cachoeiras, a região da Serra do Cipó é uma das mais visitadas por turistas, mas também motivo de alerta das autoridades em períodos chuvosos, em que trombas de água podem surpreender visitantes.

 

 


Publicidade