Publicidade

Estado de Minas

ANM vistoria barragem que transbordou no fim de semana em Congonhas

Segundo a agência, problema ocorreu durante um forte temporal na última sexta-feira. Técnicos foram ao local neste domingo


postado em 22/12/2019 22:50 / atualizado em 23/12/2019 08:35

Vista do casario da cidade histórica de Congonhas, Região Central de Minas(foto: Maria Tereza Correia/EM/D.A Press - 18/07/2013)
Vista do casario da cidade histórica de Congonhas, Região Central de Minas (foto: Maria Tereza Correia/EM/D.A Press - 18/07/2013)

A Agência Nacional de Mineração (ANM) informou, na noite deste domingo, que técnicos realizaram uma vistoria na Barragem de Josino, em Congonhas, Região Central de Minas, após um transbordamento registrado na sexta-feira durante um temporal. 

“Por volta das 16h, uma tempestade (cerca de 97 milímetros em uma hora e meia de chuva) fez com que os materiais das barragem vazassem sobre a crista e pelo extravasor, lançando sedimentos de mineração a jusante. A barragem não se rompeu”, informou a agência por meio de nota publicada em seu site. 

A ANM explica que a barragem foi construída pelo método a jusante, tem 9 metros de altura e 16,6 metros cúbicos. Na Política Nacional de Segurança de Barragens, a Barragem de Josino está classificada com  Categoria de Risco baixa e Dano Potencial Associado Médio. 

“A empresa Ferro + Mineração S.A, responsável pelo empreendimento, enviou à ANM, no último dia 30/09, a Declaração de Condição de Estabilidade e, segundo extrato de inspeção regular enviado em 05/12, a barragem não possuía anomalias”, diz o texto. “A equipe da ANM já está in loco e mais técnicos estão a caminho para averiguação e ações pertinentes”, finaliza a agência. 

O Estado de Minas tentou entrar em contato com a Ferro Mineração S.A na noite deste domingo, fora do expediente, sem sucesso. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade