Publicidade

Estado de Minas

Fuzis do Exército: veja como armamento doado será utilizado pela PMMG

Ao todo, a Polícia Militar (PMMG) recebeu 450 armas do Exército. Os fuzis serão distribuídos em áreas estratégicas


postado em 16/12/2019 16:02 / atualizado em 16/12/2019 16:30

Cerimônia de doação dos fuzis aconteceu nesta segunda-feira(foto: Pedro Gontijo/Imprensa MG)
Cerimônia de doação dos fuzis aconteceu nesta segunda-feira (foto: Pedro Gontijo/Imprensa MG)

A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) recebeu um reforço em seu armamento. O Exército doou 450 fuzis ao governo de Minas, em cerimônia realizada nesta segunda-feira (16). O armamento será encaminhado para regiões estratégicas do estado para combater as ações de organizações criminosas.

Os fuzis serão utilizados para combater as ações organizadas de quadrilhas, como os ataques a banco. As ações do novo cangaço, como é chamada as explosões de caixas eletrônicos, vêm diminuindo drasticamente no estado nos últimos anos. De acordo com o comandante-geral da PMMG, coronel Giovanne, o armamento de alta energia seria destinado para as unidades de fronteira.

“Minas faz divisa com outros sete estados da Federação. Temos um território do tamanho da França. Dessa forma, potencializaremos ainda mais o trabalho dos policiais militares que estão na ponta. Com isso, damos um recado bem claro dentro do conceito de repressão qualificada de repressão ao crime violento: aqui em Minas não aceitaremos e permitiremos qualquer atuação do crime organizado que possa tirar a paz social do povo mineiro”, esclareceu.

O general de Divisão Altair José Polsin, comandante da 4ª Região Militar, a PMMG ganha em poder de fogo com o novo armamento. “Essa parceria entre o Exército e a Polícia Militar fortalece ainda mais o trabalho que vem sendo realizado nos níveis federal e estadual em prol da nossa sociedade. Estes fuzis já foram utilizados por nossas tropas no cumprimento das suas missões constitucionais. Foram recolhidos, manutenidos, testados e se encontram em plenas condições de emprego. Que este poder de combate agregado à Polícia Militar possa representar, efetivamente, melhor combate à criminalidade e que traga os benefícios esperados para a nossa sociedade”, afirmou.

Redução nos crimes


O Governador Romeu Zema (Novo) ressaltou que a doação vai ajudar ainda mais no combate a criminalidade. Os crimes vêm tendo redução em Minas Gerais. “Segurança e desenvolvimento são duas palavras que andam juntas. O armamento doado será importante no combate à criminalidade, que já vem caindo drasticamente neste ano. Todos os nossos 11 indicadores apontam que, desde que a atual metodologia de Segurança foi criada, é o melhor ano. Com essa ajuda, nós iremos ainda mais longe em 2020”, comemorou o governador.

Segundo Zema, em 2020 os investimentos serão feitos na saúde, educação, segurança e infraestrutura.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade