Publicidade

Estado de Minas

Família de gerente de banco é feita refém no 'crime do sapatinho' em Manhumirim

As vítimas foram levadas para Contagem, na Grande BH, e foram libertadas. Ninguém foi preso


postado em 02/12/2019 17:08 / atualizado em 03/12/2019 11:17

Gerente foi rendido nessa domingo por integrantes da quadrilha(foto: Reprodução/Google Street View)
Gerente foi rendido nessa domingo por integrantes da quadrilha (foto: Reprodução/Google Street View)

Equipes do Departamento de Operações Especiais (Deoesp)
estão à procura de uma quadrilha que cometeu o chamado “crime do sapatinho” em Manhumirim, na Região da Zona da Mata. O grupo sequestrou o gerente de banco e outras quatro pessoas da família dele. O bancário ficou sob o poder de parte do bando na cidade, enquanto as outras vítimas foram levadas para Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As vítimas foram liberadas. Ninguém foi preso. Não foi informado se a organização criminosa conseguiu roubar dinheiro.

Os momentos de terror das vítimas começaram ainda no domingo. De acordo com a Polícia Civil, o gerente e os quatro familiares foram rendidos pelos criminosos. Quatro pessoas foram colocadas em um carro e levada para um cativeiro. 

O gerente ficou na cidade com outros membros da quadrilha. Nesta segunda-feira, a Polícia Civil conseguiu resgatar os quatro reféns que eram mantidos em um cativeiro. Equipes do Deoesp e da Polícia Civil de Manhumirim seguem nas buscas para encontrar a quadrilha.

A Polícia Civil não informou se os criminosos conseguiram levar alguma quantia do banco e não deu mais detalhes sobre o caso para não atrapalhar na apuração.


Publicidade