Publicidade

Estado de Minas

Justiça decreta prisão preventiva de policial rodoviário suspeito de matar colega em Juiz de Fora

Crime ocorreu no fim da tarde de domingo no posto da Polícia Rodoviária Federal da cidade. PF abriu inquérito para investigar o caso


26/11/2019 10:50



Foi homologada, na tarde dessa segunda-feira, a prisão preventiva do policial rodoviário federal Jefferson Magalhães Guedes, que foi detido no domingo suspeito de matar o colega, também da PRF, Cristiano Scapin, de 43 anos. A decisão foi proferida pelo juiz federal Rafael Franklin Bussolari, da 4ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora, na Zona da Mata. 

Por meio de nota, a Polícia Federal (PF) informou que Jefferson permanece preso no 2º Batalhão da Polícia Militar (PM) da cidade. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio. As investigações ficam a cargo da PF, que já instaurou inquérito para investigar as circunstâncias do caso. 

Assassinato aconteceu em unidade operacional da PRF em Juiz de Fora. Policial morreu no local(foto: Reprodução da internet/Google Maps)
Assassinato aconteceu em unidade operacional da PRF em Juiz de Fora. Policial morreu no local (foto: Reprodução da internet/Google Maps)


O crime foi registrado dentro do posto da PRF no fim da tarde de domingo
. Segundo informações do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Cristiano foi atingido por um tiro na cabeça e morreu no local. O suspeito e a vítima trabalhavam na mesma delegacia da PRF. A motivação do crime pode estar relacionada a questões passionais

O corpo de Cristiano foi enterrado no final da tarde de segunda-feira no Cemitério Parque da Saudade. Parentes e amigos preferiram não falar com a imprensa. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade