Publicidade

Estado de Minas

Começa a valer novo sistema de reconhecimento facial para motoristas em Minas

O intuito do novo sistema é coibir fraudes ao retirar documento de habilitação


postado em 07/11/2019 12:03 / atualizado em 07/11/2019 12:48

Na foto, delegada e chefe da Divisão de HabilitaçãO, Flávia Portes, e Rezende e Chefe do Departamento de Trânsito, Kleyverson Rezende(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Na foto, delegada e chefe da Divisão de HabilitaçãO, Flávia Portes, e Rezende e Chefe do Departamento de Trânsito, Kleyverson Rezende (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Começou a valer o novo sistema de reconhecimento facial dos condutores nos processos para emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O procedimento começou a ser testado no fim de outubro e foi apresentando no fim da manhã desta quinta-feira em coletiva de imprensa da Polícia Civil. 


O sistema pretende diminuir o risco de fraudes, evitando, por exemplo, a emissão de uma CNH com a foto de um estelionatário e os dados da vítima. "Não é muito comum, mas acontece esse tipo de fraude. O que é mais comum é CNH falsa produzida fora do Detran. Mas, esse sistema visa impedir a emissão por parte do órgão executivo", exlicou a delegada Flávia Portes. chefe da Divisão de Habilitação do Detran-MG.

 

Trata-se de um grande avanço tecnológico para Minas Gerais. "O sistema garante mais segurança ao cidadão no processo de habilitação", acrescentou a delegada. 


A fotografia coletada no Detran-MG ou nas clínicas médicas e psicológicas credenciadas é comparada com as imagens disponíveis no banco de dados do Registro Nacional de Condutores Habilitados. O sistema de validação facial aproveitará as fotos mais recentes ou com, no máximo, dois anos de captura.


Publicidade