Publicidade

Estado de Minas

Morre adolescente de 15 anos baleada por ex-namorado em Nova Lima

Vítima estava internada no Hospital João XXIII desde o dia do crime; principal suspeito está foragido


postado em 28/10/2019 16:40 / atualizado em 28/10/2019 17:14

Flávia Ayer/EM/D.A. Press
Adolescente estava internada no Hospital João XXIII (foto: Flávia Ayer/EM/D.A. Press)

Morreu neste domingo Micaele da Silva Santos, de 15 anos, que estava internada no Hospital João XXIII desde a última terça-feira, quando foi baleada em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O principal suspeito é o ex-namorado, João Vitor Raimundo Silva, de 19. Segundo testemunhas, ele teria atirado na cabeça da adolescente e depois fugiu pela rodovia MG-030, após pegar carona com um desconhecido.

Até a última sexta-feira, João Vitor não havia sido localizado. Nesta segunda-feira, a assessoria da Polícia Civil não conseguiu verificar se ele foi preso entre sábado e hoje, por causa do feriado de Dia do Servidor Público.

Feminicídio

O crime ocorreu no dia 22 de outubro de 2019 no distrito de Honório Bicalho, por volta das 11h, dentro do apartamento do ex-namorado e principal suspeito, João Vitor Raimundo Silva, de 19 anos.

Quando os militares chegaram ao apartamento, Micaele da Silva Santos, de 15 anos, já havia sido socorrida e o local estava limpo, porém, não se sabe quem apagou os vestígios do crime. Vizinhos disseram que o rapaz morava sozinho e que só os dois estavam no imóvel no momento dos tiros. A adolescente foi internada no Hospital Nossa Senhora de Lourdes, no Centro de Nova Lima, mas precisou ser transferida para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, diante da gravidade de seu estado de saúde.

Segundo o boletim de ocorrência, testemunhas contaram que a vítima vivia um relacionamento abusivo e era ameaçada de morte toda vez que tentava terminar o namoro. Já a irmã de João Vitor disse aos militares que eles estavam bem e que o irmão estava armado por causa de ameaças de morte que vinha recebendo. Ela não soube dizer quem o ameaçava, mas sustentou ainda que ficou sabendo que ele próprio gritou por socorro, tentou ajudar a adolescente, mas estava “tomado pelo desespero” e saiu correndo.

Policiais fizeram buscas pela região, inclusive na oficina mecânica do pai do suspeito, mas não o encontraram. Peritos fizeram levantamentos no local. A ocorrência foi encerrada na Delegacia de Mulheres de Nova Lima, onde prosseguem as investigações.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade