Publicidade

Estado de Minas

Minas regride e tem mais de 70% de rodovias em situação péssima, ruim ou regular em 2019

Conclusão é da pesquisa anual conduzida pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). Os outros 29,4% se enquadram no estágio ótimo ou bom. Situação piorou em relação ao ano passado


postado em 22/10/2019 11:46 / atualizado em 22/10/2019 12:31

BR-381, entre Belo Horizonte e Governador Valadares, é um dos trechos mais complicados para motoristas no estado. Rodovia passa por obras de duplicação para corrigir principalmente problemas de geometria(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS - 03/07/2019)
BR-381, entre Belo Horizonte e Governador Valadares, é um dos trechos mais complicados para motoristas no estado. Rodovia passa por obras de duplicação para corrigir principalmente problemas de geometria (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS - 03/07/2019)

Minas Gerais tem 10.847 quilômetros de rodovias espalhadas por seu território em estado geral de conservação péssimo, ruim ou regular. O número equivale a 70,6% dos 15.363 quilômetros percorridos pelos técnicos da Confederação Nacional do Transporte (CNT) para elaboração da Pesquisa CNT de Rodovias 2019. Os outros 29,4%, que somam 4.516 quilômetros, foram enquadrados como ótimos ou bons.

Houve piora considerável em relação ao ano passado, quando a quilometragem avaliada chegou a 15.236 Km, apenas 127 Km a menos, e os resultados apontaram que 61,3% naquela época eram péssimos, ruins ou regulares, contra 38,7% ótimos ou bons.

A classificação considera o estado geral das rodovias, que é uma soma das condições do pavimento, geometria e sinalização. Os dados foram divulgados em Brasília nesta terça-feira pela CNT.

Em relação ao resto do Brasil, Minas Gerais está em pior situação. Enquanto o estado tem 70,6% de suas rodovias avaliadas em condições ruins, péssimas ou regulares, no Brasil esse patamar é um pouco menor, de 59%. Em todo território nacional os técnicos da CNT percorreram 108.863 quilômetros.

Quando avaliadas as condições específicas, a pior situação dentro do território mineiro se refere à geometria, que só é considerada ótima ou boa em 2.803 quilômetros, 18,2% do total pesquisado no estado. Mais de 12,5 mil quilômetros são considerados péssimos, ruins ou regulares para esse critério, o que equivale a 81,8% do total avaliado.

Já a melhor situação entre os três tipos de condições verificadas dentro da área de Minas fica com a sinalização. Apesar de estar melhor avaliada que geometria e pavimentos, a situação das placas pode ser considerada a menos pior, porque ela também tem a maioria das rodovias pesquisadas como péssima, ruim ou regular, com 9.057 Km nesse enquadramento ou 58,9%. Restam 6.306 Km considerados ótimos ou bons para a sinalização, o equivalente a 41,1%. 


Publicidade