Publicidade

Estado de Minas

Casa de Juscelino, em Diamantina, ganha programação cultural mensal

Nesta sexta-feira, tem show de Affonsinho, Lívia Itaborahy e JK Jazz Band no memorial localizado no Centro Histórico da cidade do Vale do Jequitinhonha


postado em 18/10/2019 17:54 / atualizado em 18/10/2019 18:14

(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)

Cultura, história e diversão na cidade que é Patrimônio da Humanidade. A Casa de Juscelino, no Centro Histórico de Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, tem, pela primeira vez, uma programação cultural em grande estilo. E a festa começa nesta sexta-feira (18), às 19h, com o show e o lançamento do novo álbum de Affonsinho Heliodoro. Ao todo serão seis apresentações musicais até março de 2020. O objetivo da agenda artística e informativa é resgatar o legado histórico e cultural para a cidade e o país de Juscelino Kubitschek (1902-1976), natural de Diamantina, que foi presidente do Brasil (1956-1961), governador do estado (1951-1955) e prefeito de Belo Horizonte (1940-1945).

A iniciativa resulta de um projeto, viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Cemig. “A Casa de Juscelino é um patrimônio cultural e educativo. Sabemos da sua importância na formação dos estudantes e das escolas locais. E, também, do seu caráter turístico. Por isso, apoiamos o projeto, para que o local possa continuar bem conservado, servindo ao conhecimento dos mineiros. A Cemig tem esse compromisso de investir seus recursos públicos em iniciativas de segurança e de educação”, destaca o diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Cemig, Marco Antônio Lage.

Administrador da Casa de Juscelino e amigo pessoal de JK, Serafim Jardim explica que foi na casa, típica do século 18, onde agora funciona o memorial, que JK passou a infância e parte da juventude. “O memorial resgata a história de um dos personagens mais importantes da República, com imagens, instrumentos musicais e outros objetos, que proporcionam uma viagem no tempo. Um mergulho no passado daquele que conseguiu fazer o Brasil crescer 5.”

Nesta sexta-feira(18), além do show e lançamento do novo álbum Outros Outros, de Affonsinho, sobem ao palco, Lívia Itaborahy e a JK Jazz Band. A verba arrecadada com a visitação ao memorial e participação nas atividades será destinada para a manutenção da casa, que há 35 anos é um dos principais pontos turísticos da cidade. Em 2019, por falta de recursos financeiros, o espaço ficou fechado por oito meses.

Outra possibilidade de contribuir para a preservação do memorial, é por meio de uma vaquinha online. A plataforma permite que as pessoas doem a partir de R$25, até dia 31 de dezembro desse ano. Mais informações no site da Casa de Juscelino.


Publicidade