Publicidade

Estado de Minas

Funcionários de lava-jato batem carro de cliente, falam que foi roubo e acabam presos

Os funcionários do empreendimento, que também funciona como oficina mecânica, inventaram o assalto depois de um acidente. Depois, acabaram confessando aos militares sobre a batida


postado em 16/10/2019 14:22 / atualizado em 16/10/2019 14:34

Homens foram presos por policiais militares (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A.Press)
Homens foram presos por policiais militares (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A.Press)

O acidente com o carro de um cliente de um lava-jato, onde também funciona uma oficina mecânica, levou funcionários a inventar uma história de um assalto na tentativa de evitar o prejuízo. Porém, acabaram descobertos por policiais militares. Na verdade, os dois homens envolveram em uma batida que danificou o veículo. A dupla foi levada para a delegacia, onde devem responder por falsa comunicação de crime.

A Polícia Militar (PM) foi acionada via 190 para atender uma ocorrência de roubo. O solicitante informou que dois homens em uma moto teria abordado o carro na saída de um lava-jato. O funcionário estaria manobrando o veículo quando foi rendido.

De acordo com a PM, o solicitante informou que o funcionário foi obrigado a passar para o bando do passageiro. Na fuga, o suposto criminosos teria se envolvido em um acidente na Avenida Olegário Maciel, e fugido a pé. A vítima, então, teria assumido o volante e seguido para o lava a jato.

Os militares foram até o lava-jato e desconfiaram da história contada pelos funcionários. Durante os questionamentos, os homens acabaram admitindo, segundo a PM, que se envolveram em um acidente e acionaram o 190 para tentar fugir da responsabilidade.

Os dois homens, que não tiveram os nomes divulgados, foram encaminhados para a delegacia. A pena prevista é de detenção de um a seis meses, ou multa.


Publicidade