Publicidade

Estado de Minas

Polícia apreende 2 mil pinos de cocaína em falso lava-jato

Apreensão ocorreu durante mandado de busca e apreensão expedido pela 2ª Vara de Tóxicos de Belo Horizonte


postado em 30/05/2019 18:14 / atualizado em 30/05/2019 18:55

Droga seria fabricada em um falso lava-jato(foto: Divulgação/PM)
Droga seria fabricada em um falso lava-jato (foto: Divulgação/PM)

A Polícia Militar apreendeu, na manhã desta quinta-feira, mais de 2 mil pinos de cocaína que seriam do grupo que comanda o tráfico de drogas no Bairro Nazaré e Dom Silvério, na Região Nordeste de Belo Horizonte. A droga foi recolhida durante mandado de busca e apreensão expedido pela 2ª Vara de Tóxicos da capital mineira, no Bairro Cabana do Pai Tomás. Na operação, um homem de 26 anos acabou preso.

De acordo com a corporação, por volta das 6h, após a ordem judicial, agentes do 5ª Batalhão da Polícia Militar foram até a Rua Centro Social, onde funcionaria um lava-jato. A suspeita é de que o estabelecimento servia de fachada para o tráfico.



Chegando lá, os militares apresentaram o mandado a uma mulher que os recebeu. Após o conhecimento da ordem, ela teria levado os agentes até o homem de 26 anos, que estava deitado na cama de um quarto no fundo da construção. Durante vistoria, os militares encontraram R$ 8.047 em dinheiro vivo dentro do guarda-roupa do quarto.      

Ainda segundo a PM, após ser questionado pelos policiais, o homem confessou que a quantia era proveniente do tráfico de drogas e o lava-jato seria apenas para lavar dinheiro, já o grupo refina ali a cocaína e produz loló - substância semelhante ao lança-perfume.

O suspeito ainda teria confessado aos policiais a existência de vários pacotes da droga dentro de seu Chevrolet Onix. A mercadoria estava escondida em um painel do veículo, junto com uma pistola de calibre 380.

Para abri-lo, foi necessário realizar um procedimento ensinado pelo próprio homem. De acordo com ele, gastou-se cerca de R$ 1 mil para implantar a tecnologia. 

Próximo ao carro, os policiais ainda localizaram um galão cheio de uma substância amarela semelhante a loló. Além disso, recolheu-se três celulares, quatro câmaras de vídeo e um DVD. 

Toda a mercadoria foi apreendida e encaminhada, junto com o suspeito, para a 1ª Delegacia de Polícia Civil do Barreiro. O veículo encontrado também foi apreendido e enviado para o pátio.



Publicidade