Publicidade

Estado de Minas

Dono de lava-jato é preso por estelionato em Sete Lagoas

Polícia chegou até o homem detido após a denúncia de um golpe que causou um prejuízo de R$ 6 mil à vítima. Militares encontraram escritório onde ele falsificava documentos


postado em 30/06/2018 18:35 / atualizado em 30/06/2018 18:40

(foto: Polícia Militar/Divulgação)
(foto: Polícia Militar/Divulgação)

A suspeita de um golpe levou a Polícia Militar (PM) até o dono de um lava-jato que tinha um mandado de prisão em aberto por estelionato. O caso ocorreu neste sábado em Sete Lagoas, na Região Central de Minas Gerais e, segundo os policiais, o homem de 45 anos foi flagrado falsificando identificações da Polícia Civil. 

Segundo o sargento Flávio Martins, do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam), nesta semana eles foram procurados por uma vítima que recebeu várias contas de compras que não havia realizado. “Começamos a trabalhar e descobrimos que o suposto cartão dela foi passado três vezes em um lava-jato aqui de Sete Lagoas”, explicou o militar, dizendo que o prejuízo para a vítima chegou a R$ 6 mil. 

O militar explica que a equipe descobriu que o homem tinha um mandado de prisão em aberto por estelionato. Ele foi localizado em casa, no Bairro São Geraldo. “Na mesma hora que a gente chegou, ele estava fazendo cédulas de identidade da Polícia Civil”, contou o sargento Flávio. “Nas buscas na casa dele achamos duas armas de fogo, duas máquinas de cartão de crédito que ele usa para passar os cartões clonados. Ainda achamos vários documentos falsificados. Pedidos de pessoas para que ele faça CNHs, CPFs falsos, vários diplomas de faculdade. Tudo na casa dele”, detalhou o policial do Batalhão Rotam. 

As falsificações eram feitas em um escritório montado na residência, onde ele mora com a esposa e a mãe, que é acamada. De acordo com o sargento Flávio, a mulher disse que sabia das falsificações, mas que não podia fazer nada. Ela será citada na ocorrência, mas não chegou a ser levada para a delegacia porque a sogra não tem condições de ficar sozinha. 

Na casa também foram apreendidos produtos que teriam sido adquiridos usando nomes de outras pessoas, além de uma garrucha e uma espingarda. O dono do lava-jato e todos os materiais apreendidos serão encaminhados à Polícia Civil. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade