Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil cumpre 40 mandados de prisão para desarticular maior organização criminosa do Brasil

Além dos mandados de prisão, estão sendo cumpridos 11 mandados de transferência de detentos para presídios federais


postado em 03/10/2019 11:23 / atualizado em 03/10/2019 13:35

(foto: Polícia Civil/Divulgação)
(foto: Polícia Civil/Divulgação)
A Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu na manhã desta quinta-feira, em Montes Claros, no Norte de Minas, Uberlândia e Uberaba, no Triângulo Mineiro, 11 mandados de busca e apreensão, 40 mandados de prisão preventiva e efetuou a transferência de 11 presos para presídios federais. O objetivo da operação é desarticular a maior organização criminosa do Brasil, que exerce o comando efetivo do tráfico de drogas nacionalmente, além de atuar em países como Bolívia, Paraguai e Colômbia.

A operação teve início em meados de janeiro, após a divulgação de uma carta nas redes sociais com ameaças de morte a agentes da segurança pública e de atentados contra propriedades públicas e privadas. Segundo a Polícia Civil, os criminosos estavam insatisfeitos com a troca do diretório da Penitenciária de Segurança Máxima de Francisco Sá, no Norte de Minas, e com um possível endurecimento das regras de disciplina.

Foram realizadas prisões e transferências de líderes de uma organização criminosa, que, mesmo presos, continuavam demandando tarefas para criminosos de fora dos presídios.

De acordo com a  Polícia Civil, ao longo de sete meses foram realizadas análises de 34.600 linhas telefônicas, sendo monitorados 78 alvos em um total de 10 cidades dos estados de Minas Gerais e Paraná.

Durante a operação, houve o cumprimento de prisões nas cidades de Uberaba e Uberlândia (Triângulo), Patrocínio (Alto Paranaíba), Várzea da Palma (Norte de Minas), bem como municípios localizados no Paraná.  


* Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira


Publicidade