Publicidade

Estado de Minas

Kalil promete reforço na segurança para evitar vandalismo na Igrejinha da Pampulha

Prefeito conferiu o resultado da reforma do templo. Reabertura oficial está marcada para esta sexta-feira, após quase dois anos de intervenções, com a tradicional bênção dos animais


postado em 03/10/2019 11:03 / atualizado em 03/10/2019 11:35

Prefeito de Belo Horizonte em visita à igreja nesta quinta-feira(foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)
Prefeito de Belo Horizonte em visita à igreja nesta quinta-feira (foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)


O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, conhece, na manhã desta quinta-feira (3), o resultado da obra de restauração da Igreja São Francisco de Assis, na Pampulha, ícone do Conjunto Moderno reconhecido como Patrimônio da Humanidade. A reabertura oficial, com a presença do arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo será amanhã (4), às 9h30.

O prefeito disse que vai intensificar o sistema de segurança, via Guarda Municipal, em torno da igreja, a fim de se evitar agressões ao templo, como no painel de São Francisco de Assis. "Quando isso ocorreu, pelo que fiquei sabendo, o guarda tinha ido tomar café", afirmou. Ele adiantou que BH vai contar com um reforço de mil homens da Polícia Militar (PM). Na igreja há um novo sistema de vigilância por câmeras feito com recursos da Arquidiocese.

Kalil observou cada detalhe, a exemplo do painel de Cândido Portinari e dos 14 quadros da via-sacra, restaurados no Centro de Conservação e Restauração (Cecor/UFMG). "Este é um monumento da nossa história, da época do presidente Juscelino Kubitschek (1902-1976). "A igreja está pronta e ficou uma beleza".

Fechada há quase dois anos à visitação e às celebrações religiosas, a chamada Igrejinha da Pampulha se encontra há um ano e três meses em obras. Os recursos federais, no valor de R$ 1,1 milhão, são do PAC das Cidades Históricas e foram repassados à Prefeitura de BH, que fez a licitação para escolha da empresa encarregada da longa e delicada intervenção. O repasse do dinheiro e o acompanhamento da obra ficaram a cargo da Superintendência em Minas do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Kalil pode ver a intervenção na igrejinha - a construção tem projeto de Oscar Niemeyer, da década de 1940 - que contemplou, além da remoção completa do forro e do reboco e a impermeabilização de toda a laje interna com instalação de forro novo, a recuperação das juntas de dilatação; proteção dos pisos e dos bens integrados, tais como afresco, púlpito, batistério, degraus e painéis internos em azulejos; remoção do reboco deteriorado e lixamento da pintura na laje frontal; instalações elétricas e cabeamento estruturado; tratamento do sistema de drenagem e reforma de esquadrias e passeios externos frontais.

Segundo o assistente pastoral da Igreja São Francisco de Assis, padre Welinton Lopes, haverá nesta sexta-feira (4) a tradicional bênção dos animais, pois se trata do dia do padroeiro da igreja e da natureza. Já a primeira missa, será celebrada no domingo (6), às 10h30. Um aviso importante é para as noivas: a lista para casamentos, em 2020 e 2021, será aberta em janeiro.


Publicidade