Publicidade

Estado de Minas

Jovem que estava desaparecida após festa em BH é encontrada em hospital

Ana Cláudia Cruz, de 27 anos, estava sumida desde o início da manhã desse domingo (29), quando foi filmada por câmera de segurança deixando uma festa eletrônica no Bairro Olhos D'Água


postado em 30/09/2019 19:37 / atualizado em 30/09/2019 22:38

Ana Cláudia estava na festa com dois amigos de Lagoa da Prata e outra de BH. A jovem vestia tênis preto, shorts jeans e um casaco azul e branco, com detalhes em preto (foto: Reprodução/Facebook)
Ana Cláudia estava na festa com dois amigos de Lagoa da Prata e outra de BH. A jovem vestia tênis preto, shorts jeans e um casaco azul e branco, com detalhes em preto (foto: Reprodução/Facebook)

 

A jovem Ana Cláudia Cruz, de 27 anos, que estava desaparecida desde domingo em BH, foi encontrada no Hospital Galba Velloso, no Bairro Gameleira, Região Oeste da cidade. Familiares a procuravam desde a manhã de domingo (29). Ela havia sido vista pela última vez quando deixava uma festa de música eletrônica. A programação acontecia na Rua Gabriela de Melo, Bairro Olhos D'Água (Barreiro), em Belo Horizonte.


De acordo com Andressa Cruz, que é prima da jovem, uma amiga dela, que também estava na festa, passará a noite com a menina. O quadro de saúde dela, a princípio, é estável, segundo a parente. A familiar não informou, no entanto, o motivo que levou à internação de Ana Cláudia.


A jovem mora em Lagoa da Prata, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais, e veio para a festa Sinestésica com dois amigos conterrâneos. Aqui, o trio se encontrou com outra amiga, essa moradora de BH.


Segundo relatos da parente, Ana Cláudia se recusou a ir embora com os amigos e disse que gostaria de ficar mais tempo na festa. Assim, um dos amigos prometeu que levaria os outros dois colegas a uma casa situada em Belo Horizonte e, depois, buscaria a jovem no Olhos D'Água.


Quando ele retornou à festa, no entanto, não encontrou mais Ana Cláudia, conforme as testemunhas. Imagens de uma câmera de segurança próxima ao local da festividade, obtidas pela família da jovem, mostravam ela saindo do local com um homem desconhecido.


Porém, não há, até a publicação deste texto, relação do homem com o desaparecimento da jovem.


Ana Cláudia estava sem documentos pessoais e celular. Os itens estavam dentro do carro que o amigo usou para transportar os outros dois colegas para a casa na capital mineira.


O idealizador da festa Sinestésica, Gabriel Camargos, chegou a divulgar o desaparecimento da jovem na rede social Instagram para colaborar na procura por ela. Mais tarde, ele comunicou o encontro de Ana Cláudia.



Publicidade