Publicidade

Estado de Minas

Casos de sarampo aumentam em Minas; BH e Uberlândia têm mais doentes

Em uma semana, número de casos aumentou 15,3%. Notificações da doença já atingem 21,4% dos municípios mineiros


postado em 25/09/2019 13:45 / atualizado em 25/09/2019 16:52

Unidades de saúde estão tendo o atendimento suspenso por causa da suspeita da doença(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Unidades de saúde estão tendo o atendimento suspenso por causa da suspeita da doença (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)

O sarampo dá mostras de como é uma doença perigosa e que se espalha rapidamente. As notificações da moléstia já atingem quase 200 municípios mineiros. E os casos confirmados não param de crescer. Em uma semana, o aumento foi de 15,3%. Belo Horizonte e Uberlândia, na Região do Triângulo Mineiro, são as cidades com mais pessoas infectadas com o vírus. O estado está com surto ativo da enfermidade, segundo o Ministério da Saúde. A forma mais eficaz de se evitar o sarampo é por meio da vacinação. As doses estão disponíveis para a população em todos os postos de saúde.

Balanço divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) mostra que mais quatro casos foram registrados no estado em uma semana, saltando de 26 para 30 moradores confirmados com a doença, um aumento de 15%. A situação pode ser ainda pior. Ainda estão sendo investigados 593 registros. Desde janeiro, foram 1.107 notificações.

As confirmações mostram que o vírus está circulando por Minas Gerais. No primeiro semestre, foram quatro pessoas diagnosticadas com a doença, sendo o primeiro caso de um italiano, morador de Betim, na Grande BH. Os outros 26 registros ocorreram nos últimos 90 dias, sendo que a maioria está “relacionada à importação do vírus de doentes que estiveram no estado de São Paulo ou por contato direto com quatro doentes paulistas provenientes das cidades de São Paulo-SP (1), Jundiaí-SP (1) São Bernardo do Campo (1) e Araras-SP (1)”, informou a SES/MG.

Risco em BH e Uberlândia

Balanço divulgado pela SES mostra que Uberlândia e Belo Horizonte são as cidades com o maior registro de casos da doença. Ao todo, são nove moradores das duas cidades que foram infectados pelo vírus. No caso do município do Triângulo Mineiro, "os casos foram confirmados pelo critério clínico-epidemiológico, isto é, apresentaram sinais e sintomas característicos da doença e têm essa história de contato direto com o caso de sarampo confirmado”, segundo a Secretaria.

No levantamento do Estado, Belo Horizonte aparece com sete casos confirmados. Porém, dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) já indicam que a capital mineira tem nove pessoas doentes. Todos são importados, ou seja, a infecção aconteceu fora da capital mineira. Ainda são investigados 205 notificações.



Publicidade