Publicidade

Estado de Minas

Operação mira agentes públicos envolvidos com quadrilha em Minas e São Paulo

Investigação começou em março e resultou em mais de 100 mandados judiciais. Lista de crimes é extensa


postado em 24/09/2019 09:47 / atualizado em 24/09/2019 18:03

(foto: Polícia Militar/Divulgação)
(foto: Polícia Militar/Divulgação)


Policiais estão à procura de 42 suspeitos de envolvimento com uma quadrilha responsável por uma série de crimes em Minas Gerais e São Paulo. Entre eles estão agentes públicos, de acordo com a Polícia Militar (PM), que participa da operação conjunta com os Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECOs) de sete cidades. 

As equipes estão nas ruas para cumprir 42 mandados de prisão e 71 de busca e apreensão expedidos pela Justiça Estadual em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. A iniciativa é do Gaeco do mesmo município. 

De acordo com a PM, os agentes públicos que integram a quadrilha atuam em Patos de Minas e São Paulo. Os criminosos praticavam uma lista extensa de delitos, como homicídios, concussão, corrupção, prevaricação, falsidade ideológica,  furto e roubo de veículos, de cargas, de fazendas, de estabelecimentos comerciais, receptação e adulteração de sinais identificadores de veículos, cárcere privado,  inserção de dados falsos em sistemas de informações dos bancos de dados da Administração Pública, adulteração de sinal identificador de veículo, lavagem de capitais, falsificação e comercialização de documentos públicos. 

A investigação começou em março deste ano e resultou na prisão de do mandante e dos executores de um homicídio. Também foi identificado um “esquema de enriquecimento ilícito, inclusive de agentes públicos através da obtenção de vantagem indevida, os quais deliberadamente e com estabilidade, se uniram para garantir a perpetuação de ações criminosas diversas”, segundo a PM. 

Participam da operação 270 policiais militares, além de duas aeronaves, drones, cães, equipes do Gaeco de Belo Horizonte, Uberaba, Uberlândia, Passos, São Paulo (SP), São José do Rio Preto (SP), promotores de Justiça, analistas do Ministério Público e servidores do Poder Judiciário.
 
Confira abaixo os resultados da Operação Nêmesis, de acordo com o Mistério Público, divulgado por volta das 14h:
  • 40 presos por mandado de prisão;
  • 6 presos em flagrante;
  • 33 veículos apreendidos;
  • 133 celulares apreendidos;
  • 8 armas de fogo apreendidas;
  • 310 Munições;
  • 50 computadores apreendidos;
  • R$ 265.456,95 de reais apreendidos.


Publicidade