Publicidade

Estado de Minas

Adeus névoa seca: umidade do ar melhora no primeiro dia de primavera. Confira a previsão do tempo

Na maior parte do estado, calor dá uma trégua, temperaturas ficam amenas e o céu parcialmente nublado


postado em 23/09/2019 11:58 / atualizado em 23/09/2019 13:02

(foto: Paulo Filgueiras/EM DA Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM DA Press)
A primavera chegou oficialmente às 4h50 desta segunda-feira (23), e, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), com a vinda da estação das flores os mineiros, que têm sofrido nas últimas semanas com o calor e a baixa umidade do ar, podem esperar um alívio no calorão e também na secura.
 
Os termômetros estão confirmando as previsões; Belo Horizonte acordou nesta segunda-feira com tempo parcialmente nublado. A temperatura mínima registrada foi de 14,5°C e máxima prevista era de 28°C.  

No estado, a mínima foi de 8°C em Monte Verde, no Sul de Minas, e a máxima prevista é de 38°C no Extremo Norte e na região de Ituiutaba, no Triângulo.

O tempo fica nublado a parcialmente nublado com possibilidade de pancadas de chuvas isoladas no Sul, Sudoeste, Campo das Vertentes, Zona da Mata, Rio Doce, Mucuri, Jequitinhonha, Oeste, Triângulo Mineiro e  Alto Paranaíba. Também há possibilidade de chuvas isoladas na Região Metropolitana de BH. Nas demais regiões, predomínio de céu claro a parcialmente nublado com névoa seca. 

Adeus tempo seco

O fato é que os mineiros já podem respirar um pouco mais aliviados. O tempo extremamente seco, que deixou cidades do interior com clima de deserto e a população sob alerta por causa dos riscos à saúde, dá uma trégua com a passagem de uma frente fria que age sobre o litoral da Região Sudeste. A nebulosidade aumenta em boa parte do estado e contribui para uma melhora nos índices de umidade do ar na maioria das regiões mineiras.  Na capital, a previsão é de que a umidade do ar chegue aos 80%. Índice abaixo de 30% (estado de alerta) apenas no Norte de Minas, devido a atuação de uma massa de ar seco e quente continental no centro do Brasil.
 
 
* Estagiaria sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira 


Publicidade