Publicidade

Estado de Minas

Mulher é presa suspeita de tentar trocar filho recém-nascido por imóvel em Minas

O caso foi descoberto quando a mulher entrou em uma unidade de saúde de Várzea da Palma, no Norte de Minas, com os documentos de uma outra pessoa


postado em 02/09/2019 14:53 / atualizado em 02/09/2019 16:50

(foto: Polícia Civil/Divulgação)
(foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil vai investigar o caso de uma mulher que tentou trocar o filho recém-nascido por um imóvel em Várzea da Palma, na Região Norte de Minas Gerais. Ela foi detida ao dar entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade com documentos de outra pessoa. A suspeita de fazer a negociação, também foi levada para a delegacia.

O caso aconteceu no fim da manhã desse domingo. De acordo com a Polícia Militar (PM), a mulher, de 30 anos, foi até a UPA do município depois de entrar em trabalho de parto. Pórem, na unidade de saúde, apreentou documentos de identificação de uma outra pessoa. Situação que levantou suspeita dos funcionários.

Ao ser questionada sobre a documentação, a gestante informou que fez um acordo com uma outra mulher, de 46 anos, de dar a criança para ela em troca de um imóvel. A residência estaria localizada no Bairro Princesa. A PM foi acionada e prendeu as duas mulheres envolvidas com o caso. Segundo a PM, o bebê precisou ser encaminhado para o Hospital de Pronto-Socorro de Pirapora, pois apresentou complicações.

As duas mulheres foram levadas para a Delegacia de Polícia Civil, onde vão responder pelo crime de falsidade ideológica. A gestante tem outro filho, que estava com uma vizinha. Ele vai ficar sob os cuidados do Conselho Tutelar.

O em.com.br entrou em contato com a Polícia Civil, que ficou de dar um posicionamento sobre o caso ainda nesta segunda-feira. A reportagem também tentou falar no Hospital de Pirapora para saber o estado de saúde da criança, mas sem sucesso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade