Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros encontram corpo com crachá em Brumadinho

Há 49 dias corporação não encontrava corpo em meio à lama da tragédia. Mudança de estratégia foi fundamental para achá-lo


postado em 30/08/2019 17:34 / atualizado em 30/08/2019 22:09

(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 5/4/19)
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 5/4/19)

 

O Corpo de Bombeiros encontrou, nesta sexta-feira (30), mais um corpo engolido pela lama da tragédia de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Desde 11 de julho, ou seja, há 49 dias, a corporação não achava corpos na cidade.


Segundo os bombeiros, a localização aconteceu por volta das 11h, na área conhecida como “frente remanso esquerdo 1”. Os militares repassaram o corpo ao Instituto Médico-Legal (IML), que já identificou a vítima. Segundo a polícia, a vítima foi identificada como João Paulo Ferreira Amorim Valadão. 


A vítima, segundo uma fonte ouvida pelo Estado de Minas, estava com um crachá. O corpo foi encontrado depois que os bombeiros mudaram de estratégia durante as buscas e passaram a escavar numa profundidade de três metros, em vez de dois.

 

Também nesta sexta-feira, os militares encontraram, por volta das 11h50, fragmentos de corpos. Outros dois membros também foram achados às 15h30. A corporação, contudo, ainda não sabe informar se tudo pertence a João Paulo. 


O último corpo encontrado foi na área remanso 2, em 11 de julho. Ele estava a três metros de profundidade. Os militares conseguiram chegar até ele depois de um trabalho de escavação feito junto com máquinas pesadas.


A catástrofe de Brumadinho, ocorrida em 25 de janeiro deste ano, deixou, até aqui, 248 mortos e 22 desaparecidos. O Corpo de Bombeiros trabalha nas imediações da Mina do Córrego do Feijão há 218 dias consecutivos.


Nesta sexta, a operação conta com 115 militares, que trabalham em 18 frentes de trabalho. Eles operam com 164 máquinas no local.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade