Publicidade

Estado de Minas

Polícia flagra grupo que usava crianças para facilitar entrada de brasileiros nos EUA

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Governador Valadares, Cuparaque e Coronel Fabriciano


postado em 29/08/2019 12:29 / atualizado em 29/08/2019 13:56

(foto: ONU/Reprodução da internet)
(foto: ONU/Reprodução da internet)
A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira uma operação de combate à imigração ilegal de pessoas com destino aos Estados Unidos. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão em três cidades mineiras, Governador Valadares, Cuparaque e Coronel Fabriciano, todas na Região do Rio Doce.


Segundo a PF o esquema utilizava crianças e adolescentes, além de falsos registros de paternidade dos menores para facilitar a entrada e permanência de brasileiros em território norte americano. Os custos da viagem eram patrocinados por pessoas conhecidas como “Coyote” ou “Consul”. Eles recebiam grandes montantes em dinheiro daqueles que conseguiam ingressar no país estrangeiro.

Foram apreendidos aparelhos celulares, mídias e documentos que serão analisados durante a investigação.

Os envolvidos podem responder pelos crimes de obtenção de vantagem econômica de imigração ilegal de brasileiros em país estrangeiro, falsidade ideológica, falsificação de documento, negociação de menores e envio de criança ou adolescente ilegalmente para o exterior. Se condenados a soma dos crimes pode chegar a 29 anos de prisão.

*Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade