Publicidade

Estado de Minas

Homem que tentou matar a ex-namorada a tiros é condenado a 12 anos de prisão

O crime foi cometido em agosto do ano passado. Vítima foi perseguida por Robson Alves de Araújo, de 26 anos, e acabou atingida por tiros


postado em 28/08/2019 14:51 / atualizado em 28/08/2019 14:58

(foto: Arte/EM)
(foto: Arte/EM)

Foi condenado a 12 anos de prisão, o jovem, de 26 anos, que tentou assassinar a tiros a ex-namorada em Nanuque, na Região do Vale do Mucuri. O crime aconteceu em agosto de 2018, quando a vítima havia acabado de deixar a escola e seguia para casa.  Robson Alves de Araújo foi setenciado por tentativa de homicídio. A decisão ainda cabe recurso.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), em 8 de agosto de 2018, a vítima foi surpreendida pelo ex quando havia acabado de deixar a escola. O jovem se escondeu atrás de um caminhão e rendeu a garota. Ele encostou uma arma no corpo de vítima e atirou. A menina foi atingida no peito, mas mesmo assim conseguiu se desvencilhar.

O réu foi preso em setembro do mesmo ano. Testemunhas afirmaram, no processo, que o crime alterou a rotina da família da vítima. Eles tiveram que mudar de casa por medo do réu, que ficou foragido por um tempo após a tentativa de feminicídio. A garota também precisou passar por acompanhamento psicológico.

Nessa terça-feira, Robson foi julgado na 2ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais de Nanuque. A juíza responsável pelo caso negou a substituição da pena privativa de liberdade por restritiva de direito e o “sursis” (suspensão condicional da pena), tendo em vista o total da pena aplicada. Manteve a prisão preventiva do réu para assegurar o cumprimento da lei penal, sobretudo em razão da gravidade do crime.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade