Publicidade

Estado de Minas

Justiça concede liberdade provisória a caminhoneiro envolvido em acidente no Santo Antônio

Homem de 57 anos participou de audiência de custódia na manhã desta quarta-feira. Na segunda, veículo de carga arrastou carros e matou uma pessoa na Rua Professor Aníbal de Matos


postado em 21/08/2019 09:21 / atualizado em 21/08/2019 10:54

Carro de psicóloga foi prensado entre o caminhão e uma árvore. Mulher morreu no local(foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)
Carro de psicóloga foi prensado entre o caminhão e uma árvore. Mulher morreu no local (foto: Edésio Ferreira/EM/DA Press)


O caminhoneiro Ricardo Maciel Pereira, de 57 anos, vai responder ao processo em liberdade após audiência de custódia realizada na manhã desta quarta-feira no Fórum Lafayette, no Barro Preto, em Belo Horizonte. Ele estava preso desde segunda-feira após se envolver em um acidente na descida da  Rua Professor Aníbal de Matos, no Bairro Santo Antônio, Região Centro-Sul da capital. Uma psicóloga de 58 anos morreu em um dos três carros atingidos pelo veículo. 

Segundo a assessoria do Fórum, Ricardo foi ouvido pela Juíza Fabiana Cardoso. Para a advogada Tamita Rodrigues, que defende o caminhoneiro, “a justiça foi feita”. “Conseguimos liberdade provisória com aplicação de medidas cautelares, que consistem em comparecimento mensal em juízo e suspensão da habilitação”, informou ao em.com.br

Ricardo Maciel Pereira participou de audiência de custódia nesta quarta(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)
Ricardo Maciel Pereira participou de audiência de custódia nesta quarta (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)


O acidente ocorreu no fim da manhã do dia 19. O caminhão transportava caçambas pela Rua Professor Aníbal de Matos – onde é proibido o tráfego de veículos de carga -, arrastou dois carros e esmagou um deles contra uma árvore. A motorista, a psicóloga Ivanilda José Basílio Felisberto, de 58 anos, morreu.

O veículo  que provocou a tragédia não tinha Autorização Especial pra Trânsito de Veículo (AETV), da BHTrans, para trafegar no local restrito. Mesmo assim, o motorista se arriscou ao passar pela ladeira, com um peso estimado de 13 toneladas, considerado o peso de aproximadamente 5 toneladas do cavalo mecânico e 8 toneladas de uma caçamba de 5 metros cúbicos cheia.

Ver galeria . 18 Fotos Edesio Ferreira/EM/D.A.Press
(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A.Press )


Entenda como foi o acidente no Bairro Santo Antônio(foto: Arte EM)
Entenda como foi o acidente no Bairro Santo Antônio (foto: Arte EM)


Publicidade