Publicidade

Estado de Minas

Maior simulado de rompimento de barragens tem início em Itabira

A atividade, de caráter preventivo, tem previsão para envolver aproximadamente 19 mil pessoas


postado em 17/08/2019 15:49 / atualizado em 17/08/2019 16:14

Moradores participam do maior simulado de rompimento de barragem(foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press)
Moradores participam do maior simulado de rompimento de barragem (foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press)

Moradores da cidade de Itabira, na Região Central, - que abriga o mais importante complexo minerário da Vale em Minas - passam neste sábado pelo maior simulado de rompimento de barragens já feito no Brasil, que teve início pontualmente as 15h. Apesar da atividade, a Defesa Civil garante que não há risco algum em função das represas.

O simulado foi planejado de forma preventiva para as pessoas tomarem conhecimento dos pontos de encontro, das rotas de fuga, e para que possam ser informadas sobre o melhor local para deslocar em caso de rompimento.

A atividade, de caráter preventivo, envolverá aproximadamente 19 mil pessoas. Essas áreas estão nas zonas de autossalvamento (ZAS) das barragens Itabiruçu, Conceição, Rio de Peixe, Sistema Pontal e Cambucal l e ll, e zonas de segurança secundária (ZSS) urbana de Itabiruçu e Conceição. Empregados da mina Conceição, que estiverem trabalhando no dia e horário do simulado, também participarão do exercício.

Famílias seguem a pé até o ponto de encontro(foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press)
Famílias seguem a pé até o ponto de encontro (foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press)


A ZAS é a região à jusante da barragem, cuja distância pode ser considerada em cerca de 10 quilômetros ou o tempo de chegada da onda, no caso de rompimento, for de 30 minutos. Já a ZSS é a área posterior à ZAS. O simulado faz parte do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM) e do Plano de Contingência e Evacuação de Itabira, este último elaborado por uma equipe multidisciplinar formada por representantes das defesas civis Estadual e Municipal, Prefeitura de Itabira, Vale, polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Ministério Público de Itabira.

A cidade recebe uma tropa de alunos da academia da Polícia Militar, viaturas da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e do meio ambiente. Algumas vias serão interditadas no momento da simulação, já que, caso ocorra um rompimento, autoridades teriam de bloquear acessos.


Publicidade