Publicidade

Estado de Minas

Estudantes mineiros ganham medalha de bronze em competição de matemática em Taiwan

Estudantes fizeram vaquinha on-line e campanha que mobilizou cidade no Alto Jequitinhonha para conseguir viajar


postado em 07/08/2019 13:58 / atualizado em 07/08/2019 14:47

(foto: Whatsapp/ reprodução)
(foto: Whatsapp/ reprodução)
É medalha de bronzel! O grupo de seis alunos de 14 anos e um professor da Escola Estadual Presidente Costa e Silva, em Minas Novas, no Alto Jequitinhonha, que embarcaram para representar o Brasil em Taiwan na prova final da Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras, voltará com medalha no pescoço. O grupo de estudantes só conseguiu viajar para o torneio com um esforço extra que mobilizou a cidade e a redes sociais para arrecadar dinheiro e custear a presença do grupo na competição na Ásia.

Os alunos participaram pela primeira vez da Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras com duas turmas: 9º ano do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio, e conquistaram quatro medalhas. Diante do resultado, os estudantes foram convidados para fazer parte da delegação brasileira para disputa da etapa mundial, que ocorreu em Taiwan.

Foram escolhidos para viajar Gabriel Lopes, João Gustavo, Thais Pereira, Eric Soares, Vitor Samuel e João Pedro Avelino, todos de 14 anos.

Mas a equação era mais complexa: a turma enfrentou o desafio de conseguir verba para embarcar para o continente asiático. O professor de matemática Adalgisio Gonçalves explica que o custo total da viagem para as sete pessoas era de R$ 77 mil. E, para conseguir, os alunos se empenharam por meio de uma vaquinha on-line para viajar para Taiwan, fazendo eventos beneficentes e outras campanhas.

O embarque em São Paulo foi às 18h da última sexta-feira. O grupo fez uma escala em Johanesburgo e, de lá, saíram rumo à Hong Kong, chegando às 11h50 de domingo. E, finalmente, saíram rumo à Taipei", informou o professor.
(foto: Whatsapp/ reprodução)
(foto: Whatsapp/ reprodução)


Publicidade