Publicidade

Estado de Minas

Governo disponibiliza 70 reservatórios de água para comunidades do semiárido mineiro

Reservatórios vão atender a população de 20 municípios do Norte, Nordeste e outras regiões que sofrem com a seca em Minas Gerais


postado em 07/08/2019 10:42 / atualizado em 07/08/2019 10:47

Instalação de caixa d'água em Mirabela, no Norte de Minas, vai beneficiar 800 famílias(foto: Divulgação/Idene)
Instalação de caixa d'água em Mirabela, no Norte de Minas, vai beneficiar 800 famílias (foto: Divulgação/Idene)


Vinte municípios do semiárido mineiro vão receber 70 caixas d'água de 20 mil litros cedidas pelo governo do estado por meio do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene). 

“Para melhorar e atenuar os efeitos da pouca chuva e a persistente seca no semiárido mineiro, o estado desenvolve projetos e ações para melhorar as condições de armazenamento de água para consumo humano, animal e pequenas produções. Tarefas como essa são realizadas pelo Idene, que tem em sua área de abrangência 258 municípios”, explica o governo de Minas. “Esses reservatórios são destinados ao atendimento de comunidades e, dentro de uma análise da Secretaria de Estado de Governo (Segov) e do Idene, as prefeituras têm os seus pedidos atendidos”.

A lista de municípios beneficiados foi publicada no Diário Oficial Minas Gerais no último dia 3. Nesta etapa, as caixas d'água metálicas serão instaladas em Aimorés, Arinos, Francisco Dumont, Jenipapo de Minas, Santa Helena de Minas, Brasília de Minas, Lagoa dos Patos, Luislândia, Águas Formosas, Bandeira, Engenheiro Navarro, Espinosa, Grão-Mogol, Malacacheta, Mamonas, Divino das Laranjeiras, Mirabela, Ninheira, Ubaí, Pintópolis e Central de Minas.

Equipamentos


Os reservatórios metálicos são produzidos pela siderúrgica Usiminas como pagamento de dívida tributária de R$ 14,1 milhões. Com esse valor, serão entregues 742 caixas de 20 mil litros para atendimento aos municípios da área do Idene que manifestem a necessidade dos equipamentos. O valor de cada unidade saiu por R$ 19.012,04.

 A Segov e o Idene ficaram responsáveis pela análise e operacionalização das doações aos municípios que recebem pouca chuva e ainda enfrentam dificuldades para o armazenamento de água.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade