Publicidade

Estado de Minas

Mãe e filha são presas suspeitas de torturar internos de asilo em Santa Luzia

Polícia chegou ao local após receber denúncia de maus-tratos nessa quinta-feira. Sete pessoas precisaram ser levadas ao hospital, entre elas uma idosa com afundamento de crânio


postado em 26/07/2019 12:24 / atualizado em 26/07/2019 12:29

Ação que levou à interdição do asilo teve apoio da prefeitura da cidade(foto: Reprodução da internet/Facebook/Prefeitura de Santa Luzia)
Ação que levou à interdição do asilo teve apoio da prefeitura da cidade (foto: Reprodução da internet/Facebook/Prefeitura de Santa Luzia)


A proprietária de um asilo e a filha dela foram presas em flagrante pela Polícia Civil nessa quinta-feira suspeitas de torturar os internos, a maioria pessoas acamadas e com dificuldades de locomoção. 


A operação começou após a Polícia Civil receber, na manhã passada, uma denúncia de maus-tratos e violência por parte dos cuidadores. Chegando lá, os investigadores constataram que as pessoas eram torturadas. 

Sete internos precisaram ir para o hospital, entre eles uma idosa com afundamento craniano e relatou ter sido agredida recentemente. 

Nesta sexta-feira, a delegada Bianca Prado e o Secretário Municipal de Desenvolvimento Social de Santa Luzia, Wander Rosa de Carvalho Junior, vão dar mais detalhes do caso em uma entrevista coletiva. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade