Publicidade

Estado de Minas

Pai de criança com doença grave é preso suspeito de gastar irregularmente dinheiro arrecadado para tratar do filho

Morador de Conselheiro Lafaiete foi detido em Salvador, acusado de estelionato por usar para outros fins quantia arrecadada para tratar de menino de 1 ano e 7 meses


postado em 22/07/2019 17:33 / atualizado em 22/07/2019 18:10

(foto: Facebokk/Reprodução)
(foto: Facebokk/Reprodução)

A Polícia Civil de Minas Gerais investiga a denúncia de estelionato contra um homem suspeito de gastar irregularmente o dinheiro arrecadado em campanhas para tratar uma doença grave do filho. O caso chocou a comunidade de Conselheiro Lafaiete, no Campo das Vertentes, a 100 quilômetros de Belo Horizonte.

O pai da criança foi preso em Salvador, depois que os policiais lotados na delegacia de Lafaiete receberam a informação de que ele teria aplicado o golpe milionário. Após divulgar em redes sociais que a família precisava arrecadar dinheiro para o tratamento do menino, de apenas 1 ano e 7 meses, o pai arrecadou cerca de R$ 1 milhão para comprar o medicamento do bebê, portador de Atrofia Muscular Espinhal (AME).

Há cerca de uma semana, a Polícia Civil de Minas recebeu informações de que o acusado estaria em Salvador, gastando de maneira indevida o dinheiro, e não usando o montante arrecadado para tratar da criança, de fato portadora da AME.

Outras informaçõe sobre o caso devem ser divulgadas pela corporação ainda nesta segunda-feira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade