Publicidade

Estado de Minas

PM prende dois cambistas que vendiam ingressos para o clássico entre Cruzeiro e Atlético

Corporação apreendeu 33 entradas de setores variados, além de mais de R$ 900 em dinheiro vivo. Autores atuavam na Rua Ouro Preto, em frente ao ginásio da sede administrativa do Cruzeiro


postado em 10/07/2019 22:53 / atualizado em 10/07/2019 23:01

(foto: Divulgação/Polícia Militar)
(foto: Divulgação/Polícia Militar)

 

Nesta quarta-feira (10), a Polícia Militar (PM) prendeu dois homens suspeitos de vender, irregularmente, dezenas de ingressos para o clássico entre Cruzeiro e Atlético, válido pela Copa do Brasil. As detenções aconteceram na Rua Ouro Preto, no Bairro Barro Preto (Região Centro-Sul). O comércio ilegal acontecia em frente ao Ginásio Poliesportivo Deputado Leopoldo Bessone, nas proximidades da sede administrativa do Cruzeiro.


A guarnição formada por quatro militares se deslocou ao endereço depois de receber uma denúncia anônima. No local, abordaram os suspeitos, que não resistiram à ação dos PMs.


Com eles, a corporação apreendeu uma máquina de cartão, R$ 932 e 33 ingressos de diferentes setores do Mineirão, palco da partida marcada para as 20h desta quinta-feira (11). Segundo a PM, aparentemente, todos os bilhetes são verdadeiros. Algumas cortesias estavam entre eles.


Ainda de acordo com os militares, ambos os detidos têm uma outra passagem pela polícia em razão do mesmo crime. Eles foram levados para a Central de Flagrantes 2, localizada no Bairro Santa Tereza, Região Leste de Belo Horizonte.


Copa América


No último dia 2, quando o Mineirão recebeu a semifinal da Copa América entre Brasil e Argentina, a Polícia Militar prendeu 22 suspeitos de vender ingressos irregularmente.


Dez deles, entre eles quatro equatorianos, foram detidos dentro do Shopping Boulevard, onde estava o centro de vendas da Conmebol para a clássico continental. Um dos abordados é o “Nego Gato”, já conhecido na capital pela prática da atividade ilícita.


Nesta primeira ocorrência, conforme a PM, foram apreendidos 44 ingressos para a partida, R$ 7.389,30, 863 dólares, 11 celulares, uma porção de maconha e uma porção de cocaína. Mais de 100 ingressos de outros jogos e espetáculos e sete cartões no nome do cambista conhecido como “Nego Gato” também foram apreendidos.


Na Pampulha, nos arredores do Gigante da Pampulha, a polícia prendeu outros 12 cambistas. Novamente, estrangeiros estavam entre os suspeitos. Nesta ocorrência, a corporação apreendeu 13 ingressos, uma máquina de cartão e celulares, além de R$ 2 mil e poções de maconha.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade